Cabral diz que acusação sobre compra de votos africanos para Rio-2016 é 'preconceito'

Ex-governador participa de audiência com o juiz federal Marcelo Brêtas

Por O Dia

Ex-governador do Rio, Sérgio Cabral
Ex-governador do Rio, Sérgio Cabral -

Rio - Sérgio Cabral (MDB) afirmou, nesta quinta-feira, que a denúncia sobre compra de votos para a realização dos Jogos Olímpicos do Rio em 2016 é "preconceito racial". O ex-governador deu a declaração diante do juiz Marcelo Brêtas, durante audiência na 7ª Vara Federal Criminal no Rio sobre a Operação 'Unfair Play', que investiga suposta compra de votos para trazer a Olimpíada para a capital fluminense.

Segundo o programa RJTV2, da Rede Globo, Sérgio Cabral alegou ser grave a acusação.

"(a denúncia) do MPF tá parecendo preconceito racial. Essa coisa de dizer que africanos se reuniram pra vender voto é preconceito racial".

"Acho que é uma injustiça do MPF tentando convencer Vossa Excelência (o juiz Brêtas) que houve compra de votos para os Jogos Olímpicos e mais grave ainda dizer que isso foi feito com objetivo de benefícios em obras e coisas do gênero", completou o ex-governador.

Últimas de Rio de Janeiro