Preso policial militar reformado que matou garçom no Itanhangá

Abraão Câmara Braga foi baleado pelo PM André Gustavo Felix Fernandes no último 31 de julho

Por O Dia

Crime aconteceu na casa da vítima, em Santíssimo, no último 9 de maio
Crime aconteceu na casa da vítima, em Santíssimo, no último 9 de maio -

Rio - Agentes da Delegacia de Homicídios da Capital (DH) prenderam o policial militar reformado André Gustavo Felix Fernandes. Ele é suspeito de ter assassinado o garçom Abraão Câmara Braga, no último dia 31 de julho, na comunidade de Muzema, no Itanhangá, na Zona Oeste. O PM foi detido na quarta e, na DH, confessou o crime.

De acordo com a investigações da Polícia Civil, Abraão, que também era estudante, tinha sinais de depressão e outros problemas psiquiátricos e teve um surto no dia em que foi assassinado. Ele foi agredido por diversas pessoas na rua e foi alvejado pelo policial com vários tiros. O garçom morreu na hora.

A polícia procura, agora, identificar e prender as pessoas que agrediram Abraão.

Últimas de Rio de Janeiro