Missa em desagravo ao incêndio no Museu Nacional será celebrada nesta sexta-feira

Celebração acontecerá na Igreja Nossa Senhora do Carmo da Antiga Sé, no Centro

Por O Dia

Museu Nacional está interditado por tempo indeterminado
Museu Nacional está interditado por tempo indeterminado -

Rio - Uma missa será celebrada nesta sexta-feira em homenagem ao Museu Nacional, que foi atingido por um incêndio de grandes proporções no último domingo. A missa acontecerá a partir das 12h, na Igreja Nossa Senhora do Carmo da Antiga Sé, no Centro. A celebração é um ato de desagravo para chamar a atenção da sociedade, governo e instituições.

O reitor da Universidade Federal do Rio (UFRJ) Roberto Leher afirmou que o Museu Nacional só deverá começar a ser reconstruído no segundo semestre de 2019 (caso não haja atraso nos repasses). Leher afirmou que já existem duas frentes de trabalhos no local, que fica na Quinta da Boa Vista, em São Cristóvão, após a Polícia Federal concluir a perícia, que deve terminar no próximo domingo.

Segundo ele, os R$ 10 milhões liberados pelo Governo Federal serão usados para o reforço da estrutura do prédio, a cobertura do espaço (já que boa parte do telhado desabou) e separação dos objetos do acervo. Os R$ 5 milhões liberados pelo MEC serão utilizados para o projeto da reconstrução do museu.

"Conseguímos a autorização para isso. Na quarta-feira, estivemos como o MEC, com o Iphan e com a Unesco. Definimos como será a primeira fase dos trabalhos e agora, o objetivo é a proteção da estrutura já existente e o salvamento do que restou", disse o reitor.

Na próxima semana, uma comitiva de pesquisadores e especialistas da Unesco desembarcam no Brasil para ajudarem no plano para o resgate do acervo que foi chamuscado. "Eles (os especialistas) são referências em tragédia e trabalharão com os especialistas do Museu Nacional. Vamos tentar resgatar o máximo de materiais. Com isso, a primeira parte fica pronta", contou o reitor. A UFRJ espera que a cobertura e o escoramento do prédio sejam feitos até o final de setembro.

Últimas de Rio de Janeiro