Cabo da PM é sequestrado por bandidos em Santa Cruz

De folga, André Luiz Moreira da Silva estava com a mulher e os filhos quando foi abordado por bando armado com fuzil

Por GUSTAVO RIBEIRO

O cabo André Luiz Moreira foi levado por criminosos perto de casa
O cabo André Luiz Moreira foi levado por criminosos perto de casa -

Rio - Um policial militar do 27º BPM (Santa Cruz) foi sequestrado na tarde deste sábado quando passava de carro pela Rua Joana D'Arc, em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio, e continua desaparecido. De folga, o cabo André Luiz Moreira da Silva estava em seu carro, com a mulher e dois filhos, quando foi abordado a poucos metros de casa por bandidos armados. Os criminosos usavam coletes e toucas ninja, e chegaram em outros dois veículos, por volta das 15h45. Os criminosos liberaram os filhos e a mulher, e levaram o PM e o automóvel dele, um Honda CR-V preto, placa KOQ-2200.

O carro do policial foi encontrado por volta das 11h30 deste domingo por policiais do 27º BPM (Santa Cruz) no Viaduto da Rio-Santos, próximo à entrada da rua do batalhão. O paradeiro do PM, no entanto, ainda é desconhecido. Segundo o batalhão, o veículo foi achado incinerado e a placa estava no local. Nada foi encontrado dentro do automóvel. A Polícia Civil ainda não respondeu sobre o andamento das investigações.

Segundo a assessoria de imprensa da PM, o 27º batalhão foi acionado pela família do policial e uma operação conjunta está mobilizada para resgatar a vítima. Foi montado cerco envolvendo o 27ºBPM, 24ºBPM (Queimados), 40ºBPM (Campo Grande) e o Batalhão de Policiamento em Vias Expressas (BPVE). A Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Delegacia Antissequestro (DAS) também foram avisadas. Como não há contato e pedido de resgate, a DAS não atua no caso. 

Veículo foi achado incinerado e a placa estava no local - Whatsapp O DIA (98762-8248)

Informações preliminares indicaram que o carro teria seguido em direção à Rodovia Rio-Santos (BR-101). O Grupamento Aeromóvel (GAM) também monitorou as principais vias da região com o intuito de encontrar o policial. A filha relatou, por meio de uma rede social, que eles voltavam de um almoço de aniversário na casa da mãe do policial e estavam a poucos metros de casa quando dois carros (um branco e um vermelho) fecharam o da família.

"Estavam armados com fuzil e pistola, colocaram a arma na cabeça dele, o algemaram e o levaram no carro branco. Estavam de calça jeans, colete, uns negócios cor de pele no braço, touca ninja e óculos escuro. [...] Estou desesperada, apontaram fuzil para todos nós. Foram pela Avenida Brasil e ameaçaram meu irmão com a pistola", afirmou a filha do PM.

Segundo ela, o caso aconteceu na saída do sub-bairro Jesuítas, em Santa Cruz, e o pai estava sem barba e vestia de calça jeans escura e blusão xadrez azul marinho com vermelho quando foi levado.

"Até o momento, o policial não foi encontrado e as ações de busca pelo seu paradeiro seguem em andamento. O Comando de Operações Especiais (COE) está operando na região de Santa Cruz - comunidades do Aço, Antares e Rodo - neste domingo (23/09)", informou a PM, em nota. Informações que contribuam para as ações policiais podem ser feitas pelo Disque Denúncia (2253-1177).

Cabo deu tiros em sala de comandante

Em abril do ano passado, o cabo André Luiz foi preso duas vezes em 24 horas após saber que iria ser transferido do 27º BPM para uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), na Zona Norte.

A primeira detenção ocorreu após supostamente ameaçar um médico para conseguir uma licença do serviço. A outra ocorreu na manhã seguinte, quando, já preso, atirou contra a antessala do comando do 27º BPM (Santa Cruz).

Galeria de Fotos

O cabo André Luiz Moreira foi levado por criminosos perto de casa Reprodução
Veículo foi achado incinerado e a placa estava no local Whatsapp O DIA (98762-8248)
Uma placa KOQ-2200, que seria do Honda do PM, foi achada ao lado do veículo incendiado Foto enviada ao WhatsApp do DIA

Últimas de Rio de Janeiro