Matéria Salva!

Agora você pode ler esta notícia off-line

Matéria removida da seção links salvos
Publicidade

Dia de São Francisco de Assis tem bênçãos de animais na Tijuca

Na Basílica dos Capuchinhos há missas até às 18h

Por RAFAEL NASCIMENTO

Rio - Entre músicas religiosas e bênçãos, os devotos ouviram miados, piados e latidos dos animais presentes na missa especial do Dia dos Animais e de seu padroeiro, São Francisco de Assis, na Basílica de São Sebastião dos Capuchinhos, na Tijuca, Zona Norte do Rio, na manhã desta quinta-feira. 

Religiosos levaram cachorros, gatos, passarinhos e até jabutis. Além de fotos de animais, para serem abençoadas pelos frades da paróquia. E teve devoto que saiu até da Baixada Fluminense especialmente para a missa.

No Dia de São Francisco de Assis, fiéis levam bichinhos para a bênção na Igreja dos Capuchinhos, na Tijuca - Maíra Coelho / Agência O Dia

A aposentada Maria Eulália Rodrigues, de 60 anos, conta que sempre leva o jabuti Sena para receber a bênção. Segundo ela, a tradição começou depois que as duas filhas ficaram com bronquite e o bichinho foi adotado para ser uma simpatia.

Maria Eulália Rodrigues com seu jabuti - Maíra Coelho / Agência O Dia

“Há 32 anos tenho o jabuti. Fiz uma promessa de trazer ele aqui todo ano, se elas fossem curadas. Deu certo”, lembra a aposentada. “O dia 4 de outubro é importante. Precisamos valorizar os animais e nada melhor do que vir em um local que tem um padroeiro como protetor deles”, completou.

Vizinha da paróquia, a professora aposentada Cristina Angélica Mesquita, 66, foi uma das primeiras a ser abençoada junto com Touluzi, seu cachorrinho da raça Poodle, de 8 anos.

“Há sete anos quando o meu filho casou eu adorei ele. Ao longo dos anos ele se tornou o meu companheiro. Sou tão devora que na coleira dele coloquei uma medalhinha de São Francisco de Assis”, conta a aposentada emocionada.

De acordo com a paróquia, mais de 500 pessoas e 1 mil animais passaram por lá no Dia de São Francisco no ano passado. A expectativa é que o número seja superado este ano. A paróquia, que fica na rua Haddock Lobo, 266, recebe os animais até a última missa, que acontece às 18h.

Carla Barbosa com o seu gato - Maíra Coelho / Agência O Dia

Às 16h, os freis da igreja farão uma missa solene na Praça Afonso Pena para abençoar quem estiver passando. Frei Almir da Silva, 45, é um dos frades responsáveis pelo ato. “Ao abençoar o animal, a gente mostra que aquela criatura também vem de Deus e tem que ser respeitada".

O frade diz que a data deve ser um dia para “refletirmos sobre as posturas não apenas com os bichos, mas com o ser humano”.

Você pode gostar
mais notícias