Confira o que abre e o que fecha nos feriados de Nossa Senhora Aparecida e do Comerciário

Bancos não terão expediente durante feriado. Supermercados fecham na segunda-feira

Por O Dia

Comércio não abre na segunda-feira
Comércio não abre na segunda-feira -

Rio - Nesta sexta-feira, feriadão de Nossa Senhora Aparecida e também Dia das Crianças, alguns serviços vão ter seu funcionamento alterado no Rio. As lojas da Saara, no Centro do Rio, não vão abrir e não haverá atendimento nas agências bancárias. 

De acordo com a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), os clientes podem usar os canais alternativos, como caixas eletrônicos, o internet banking e aplicativos para pagamento. No entanto, a federação ressalta que as contas de consumo — como água, luz, telefone e TV a cabo — e os carnês com data de vencimento para o feriado poderão ser pagos na segunda-feira, dia 15, sem multas. 

O centro comerciais Américas Shopping, Center Shopping Rio, Shopping Grande Rio, Shopping Jardim Guadalupe, West Shopping,  Park Shopping Campo Grande, Recreio Shopping, São Gonçalo Shopping, Shopping Boulevard, Shopping Metropolitano Barra, Shopping Tijuca, TopShopping e Via Brasil Shopping, funcionarão com atendimento das 13h às 21h. 

Já os  shoppings: Barra Shopping, New York City Center, Madureira Shopping, Ilha Plaza, Plaza Shopping Niterói, Via Brasil Shopping e Rio Design Barra funcionarão das 15h às 21h. O Norte Shopping terá suas lojas abertas em funcionamento normal, das 10h às 22h.

As unidades 24 horas da Secretaria Municipal de Saúde funcionam normalmente na sexta-feira, apenas as unidades de atenção primária, policlínicas e ambulatórios dos hospitais da cidade não abrem.

Dia do Comerciário

Na segunda-feira, no Dia do Comerciário, haverá mudanças na rotina de serviços em shoppings e supermercados do município. Há uma lei que proíbe que proíbe estabelecimentos de abrir neste dia, de acordo com o Sindicato dos Empregados do Comércio.

A lei contempla os os setores de roupas, joias, relógios, móveis, materiais de construção, açougues, óticas, supermercados e hortifrutis. A multa para o estabelecimento que descumprir a regra pode variar de R$ 300 a R$ 527 por funcionário que estiver trabalhando.

 

 

Últimas de Rio de Janeiro