Mais Lidas

Em uma semana, 50 agentes que cometerem crimes foram detidos

Apesar das prisões serem resultados de diferentes investigações, as ações demonstram que há crime infiltrado nas polícias

Por Bruna Fantti , Maria Inez Magalhães e Rafael Nascimento

Agentes da Corregedoria em ação para prender denunciados por crimes
Agentes da Corregedoria em ação para prender denunciados por crimes -

Rio - Servidores que juraram combater o crime são apontados como os autores de sequestros, extorsões, assaltos, coações. Somente nesta semana, 43 policiais militares foram presos e outros sete policiais civis, entre eles dois delegados, por desvios de conduta, em diferentes pontos do estado.

Nesta quinta-feira, na Baixada Fluminense, dois delegados foram presos acusados de comandar um esquema de extorsão com outros cinco agentes. O esquema era feito dentro da delegacia de Mesquita. Já em Nova Iguaçu, 10 policiais militares foram presos acusados de serem milicianos. Na noite de quarta-feira, um soldado da PM foi detido assaltando. Os presos se somam aos 32 PMs detidos terça e quarta-feira, em Volta Redonda, que dariam cobertura a traficantes, inclusive com escoltas para o transporte de drogas e armas.

Operação Infiltrados, da Corregedoria Geral da Polícia Civil, prendeu dois delegados e cinco inspetores. Foram levados para o antigo BEP - Maíra Coelho

Apesar das prisões serem resultados de diferentes investigações, as ações demonstram que há crime infiltrado nas polícias. Mas será combatido. "Até o fim da intervenção federal iremos prender mais 20 policiais, entre eles delegados. E também alcaguetes, conhecidos como X-9. Uma ação visará o cumprimento de mandados de prisões de 11 agentes. Uma segunda operação terá como objetivo a prisão de cinco e a terceira e última, a detenção de outros quatro", afirmou o corregedor da Polícia Civil, Gilson Emiliano, que lamentou o envolvimento dos agentes em crime. "Envergonha. Mas para a corregedoria traz a sensação de dever cumprido", completou.

Bonde dos Coroas

O nome da operação já apontava para os alvos: Infiltrados. Assim agiam na Polícia Civil, de acordo com o Ministério Público, os delegados Leonardo Grivot e Matheus Romanelli, esse último titular da 53ª DP (Mesquita). O grupo, que se intitulava Bonde dos Coroas, é acusado de extorsões que variavam de R$ 530 a R$ 53 mil. A quantia foi baseada no número da delegacia de Mesquita.

Além dos delegados, também foram presos os inspetores Carlos Alberto Falcão, Cosme Conceição, Leonardo Amaral e Sérgio Andrade. O agente Paulo Carvalho se apresentou na Coinpol, no Centro do Rio.

A investigação começou quando escuta telefônica revelou o sequestro e pedido de resgate do traficante Carlos Vinícius Araújo, o Orelha, que tinha mandado de prisão em aberto na época.

Operação da Corregedoria da PM contra milicianos prendeu dez policiais em 27 depósitos de gás - Luciano Belford

Amaral, Carvalho e Andrade são acusados de invadir a casa de Orelha e o levarem à delegacia. O inspetor Amaral teria feito várias coações. Os agentes foram denunciados à Justiça por formação de quadrilha, extorsão mediante sequestro, roubo qualificado, concussão e constrangimento ilegal. "Cumpre destacar que a organização criminosa foi estruturalmente ordenada e caracterizada pela divisão de tarefas, com objetivo de obter, direta ou indiretamente, vantagem patrimonial, mediante a prática de diversos crimes", disse a promotora Elisa Pittaro, na denúncia.

A investigação revelou que a delegacia de Nova Iguaçu foi usada para extorsões e outras negociações, como não cumprir a prisão de um contrabandista de cigarros. Cobranças de falsas fianças eram realizadas. Um dos policiais aceitou ser colaborador e fez filmagens dos colegas para os investigadores. De nome Fabrício, ele foi morto ano passado. A Delegacia de Homicídios investiga se a sua morte tem relação com a colaboração.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Agentes da Corregedoria em ação para prender denunciados por crimes Agência O Dia
Operação da Corregedoria da PM contra milicianos prendeu dez policiais em 27 depósitos de gás Luciano Belford
Operação Infiltrados, da Corregedoria Geral da Polícia Civil, prendeu dois delegados e cinco inspetores. Foram levados para o antigo BEP Maíra Coelho

Comentários