Mais Lidas

Operação contra milicianos termina com suspeito morto

Ação tinha como alvo prender integrantes do grupo 'Liga da Justiça', liderado por Ecko

Por O Dia

Policiais civis realizaram uma operação, na noite deste domingo, para prender criminosos da milícia conhecida como Liga da Justiça
Policiais civis realizaram uma operação, na noite deste domingo, para prender criminosos da milícia conhecida como Liga da Justiça -

Rio - Uma operação da Polícia Civil para prender integrantes da milícia conhecida como Liga da Justiça — que atua nas cidades de Nova Iguaçu, Seropédica e Rio de Janeiro — terminou com um suspeito morto, na noite deste domingo, em Inhoaíba, na Zona Oeste da cidade. 

As equipes da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) e da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), coordenadas pelos Delegados Daniel Rosa e Fabio Salvadoretti, apreenderam cinco veículos, um fuzil, uma pistola, um revólver, coletes balísticos, rádios comunicadores, 128 munições, além de contabilidade de extorsões a moradores e comerciantes.

De acordo com a Polícia Civil, o criminoso, identificado como Bruno Silva Lima, também conhecido como BR, 23 anos, morreu após confrontar com os agentes. Contra ele, havia quatro anotações criminais por roubo e tráfico de drogas. 

Bruno é apontado com um um dos seguranças do líder do grupo paramilitar de Wellington da Silva Braga, o Ecko, que conseguiu escapar da ação dos policiais da DHBF e da Core.

 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia