Baile na Rocinha foi em comemoração à decretação da prisão da filha de Nem

Nas imagens que circulam nas redes sociais, homens aparecem empunhando fuzis no final da festa, na manhã do último domingo

Por Bruna Fantti

Criminosos estariam festejando decretação da prisão da filha de Nem
Criminosos estariam festejando decretação da prisão da filha de Nem -

Rio - A Polícia Civil do Rio já sabe que o baile realizado na Rocinha, no fim de semana, foi em comemoração à decretação da prisão de Eduarda Lopes, a Duda, filha de Antônio Bonfim Lopes, o Nem, traficante preso desde 2011. Nas imagens que circulam nas redes sociais, homens aparecem empunhando fuzis no final da festa, na manhã do último domingo.

Duda teve a prisão decretada pela Justiça, na sexta-feira, após aparecer em um vídeo pedindo apoio de traficantes do PCC, em São Paulo, para retomar o tráfico na Rocinha. Nem comandava a venda de entorpecentes até setembro do ano passado, quando o antigo aliado, Rogério Avelino, o Rogério 157, tomou o controle das bocas de fumo na comunidade.

De acordo com a Polícia Civil, no vídeo aparece um homem no palco que canta "Diz que vai vir na Rocinha para pegar os irmãos. Para de palhaçada, vai entrar na bala!". As imagens do baile estão sendo investigadas pela 11ª DP (Rocinha) e pela Delegacia de Combate às Drogas, que tentam identificar os criminosos que aparecem com fuzis.

Há duas filmagens que totalizam um minuto de gravação. Em um dos vídeos, de 17 segundos, dois traficantes aparecem empunhando as armas no palco. No outro, três homens levantam fuzis no meio da multidão, além dos que já estão no palco. Entre os presentes, alguns fazem o número dois com os dedos em referência à facção Comando Vermelho. Uma voz masculina diz que é a tropa do 157.

Comentários

Últimas de Rio de Janeiro