Mais Lidas

Polícia prende casal por fabricação e venda de dinheiro falso

Em duas residências, foram encontrados cerca de R$20 mil em cédulas falsificadas

Por O Dia

Com os presos, foram encontrados cerca de R$20 mil em notas falsas e material para a produção do dinheiro
Com os presos, foram encontrados cerca de R$20 mil em notas falsas e material para a produção do dinheiro -

Rio - Cerca de R$20 mil em dinheiro falso foi apreendido na casa de duas pessoas, durante uma ação da 54ª DP (Belford Roxo), que começou na quinta-feira e terminou na madrugada de hoje.

 Policiais Militares do 39º BPM (Belford Roxo) flagraram Bruno de Mora Reis com cédulas falsas, dentro de um carro no estacionamento de um supermercado em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. Na casa dele, em Marechal Hermes, na Zona Norte do Rio, foram encontrados material para a fabricação e mais notas falsas.

A partir da prisão de Bruno, os policiais chegaram à Helayne Cristina da Silva de Moura, que, de acordo com a Polícia, é especializada na venda de notas falsas de R$20. Na casa dela, na comunidade Beira Rio, no Recreio dos Bandeirantes, Zona Oeste da cidade, além das notas, também foi encontrado material para a produção do dinheiro falso.

De acordo com o delegado Mauro César, titular da 54ª DP, os criminosos cobravam metade do valor adquirido em notas falsas pelos compradores. O crime vinha sendo praticada há seis meses, em bairros de Belford Roxo, em Marechal Hermes e no Recreio dos Bandeirantes.

"Com essas prisões, além de dois falsários terem sido presos, foram retirados de circulação cerca de R$ 20 mil em dinheiro falso, evitando-se um prejuízo ainda maior às finanças das empresas, pessoas e dos próprios Municípios", afirmou o delegado. Ainda segundo ele, quem encontrar uma cédula falsa, deve procurar a Polícia.

"Existem vários sites na internet que mostram como fazer uma análise visual prévia da veracidade das notas. Caso haja alguma suspeita, deverão se dirigir à Delegacia de Polícia mais próxima, para que possamos tomar as medidas necessárias para investigar o crime."

A Polícia vai continuar investigando o caso para identificar outros membros da quadrilha e outros grupos que pratiquem o mesmo crime.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Com os presos, foram encontrados cerca de R$20 mil em notas falsas e material para a produção do dinheiro Divulgação/Polícia Civil
Bruno foi preso no estacionamento de um supermercado na Baixada e Helayne em casa na Zona Oeste do Rio Divulgação/Polícia Civil

Comentários