Mais Lidas

Biólogo alerta: outros prédios podem desabar a qualquer momento no Rio

Imagens aéreas feitas por Mário Moscatelli após temporais, expõem imóveis em riscos pela cidade. Veja fotos e vídeo.

Por FRANCISCO EDSON ALVES

Imagem de encosta comprometida no Vidigal, na Zona Sul do Rio: tragédia anunciada
Imagem de encosta comprometida no Vidigal, na Zona Sul do Rio: tragédia anunciada -

Rio - O Rio de Janeiro corre o risco de enfrentar novas tragédias com desabamentos de imóveis, como ocorreu nesta manhã, na comunidade Muzema, na Zona Oeste do Rio. O alerta vem sendo dado pelo biólogo Mário Moscatelli, através de suas redes sociais, desde quarta-feira, após registros de imagens que fez, num sobrevoo sobre áreas castigadas pelos últimos temporais. Em seu perfil no Facebook, por exemplo, ele postou uma série de fotos - com imóveis construídos em ocupações irregulares,  pendurados em encostas -, que impressionam. As imagens servem de alerta, tanto para a autoridades, mas, principalmente, para os moradores das áreas afetadas.

No Muzema, o biólogo já havia feito fotos e alertado em suas redes sociais na última quarta-feira - MÁRIO MOSCATELLI

"Já informo sobre possíveis tragédias anunciadas em diversas áreas desde o dia 10, assim como alertei a da Muzema. Não se trata de terrorismo, mas de alertar para uma realidade. Se observarem os alertas, muitas vidas podem ser preservadas. Há perigo iminente de desabamentos de imóveis construídos ilegalmente no Itanhangá, Morro do Banco, Vidigal e Babilônia, entre outras localidades", adverte o biólogo, que desde 1997, através do seu projeto Olho Verde, monitora áreas verdes na Região Metropolitana e no Litoral Sul do estado do Rio com fotos aéreas. As imagens denunciam, desde então, a degradação de matas, encostas, mangues, rios, lagoas e baías.  "Só não entendo porque as autoridades, em todas as esferas de poder, não impedem construções ilegais em áreas verdes, de preservação. Um prédio, ou melhor, um conglomerado de prédios, não nasce de um dia para outro", critica Moscatelli.

Em dezembro, a Prefeitura do Rio foi impedida de fazer demolições de pelo menos sete imóveis irregulares na Muzema, devido a liminares obtidas por moradores na justiça. Usando também as redes sociais, o prefeito Marcelo Crivella escreveu: "Essas edificações estavam em loteamento irregular. A Prefeitura do Rio já havia comunicado ao Ministério público e tentado interditar, mas infelizmente, uma liminar judicial impediu a demolição desses prédios e as obras continuaram. Estamos aqui com a nossa equipe trabalhando para tentar resgatar as pessoas dos escombros. Fica para todos nós uma lição: Quando a Prefeitura alertar sobre esses riscos, vamos dar ouvidos para que isso não aconteça nunca mais. #CrivellaPrefeito.

Na ocasião, uma força-tarefa da prefeitura, com o apoio da Polícia Civil, da PM, da Guarda Municipal, da Cedae e da Light foi surpreendida pela liminar apresentada por André Oliveira, representante dos moradores. Para o biólogo Mário Moscatelli, é preciso que o poder público invista urgentemente em prevenção de tragédias e construa habitações descentes em locais seguros. "Tenho alertado isso nas mídias sociais e imprensa há um bom tempo", pondera.

 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Imagem de encosta comprometida no Vidigal, na Zona Sul do Rio: tragédia anunciada MÁRIO MOSCATELLI
No Muzema, o biólogo já havia feito fotos e alertado em suas redes sociais na última quarta-feira MÁRIO MOSCATELLI
No Alto da Boa Vista, mais riscos apontados pelas imagens do biólogo Mário Moscatelli MÁRIO MOSCATELLI

Comentários