'Prédios serão demolidos e famílias vão para aluguel social', diz secretário de Habitação

Até o momento três pessoas morreram vítimas dos desabamentos na Muzema

Por LUIZ PORTILHO

Secretário Sebastião Bruno
Secretário Sebastião Bruno -

Rio - O secretário de Infraestrutura e Habitação do município, Sebastião Bruno', informou na tarde desta sexta-feira que os prédios construídos irregularmente na Muzema, no Itanhangá, Zona Oeste do Rio, serão demolidos e as famílias serão cadastradas para receber aluguel social da Prefeitura. Até o momento três pessoas morreram vítimas dos desabamentos e dez se feriram.

"O prédio ao lado direito e ao lado esquerdo estão escorados, até que os bombeiros acabem o resgate. Mas eles serão demolidos, juntos com o último da rua. As famílias serão cadastradas para o aluguel social. O prefeito (Marcelo Crivella) se reunirá com o presidente (Jair Bolsonaro) para que sejam construídas habitações do Minha Casa, Minha Vida destinadas a essas famílias", disse.

Mais cedo, o prefeito Marcelo Crivella, esteve no local. Ele não deu entrevista à imprensa, mas divulgou um vídeo nas redes sociais falando sobre os trabalhos dos bombeiros e da defesa civil no local e explicando que os prédios eram irregulares e tinham sido interditados.

"A Prefeitura já havia notificado, tentou interditar, lançou multas, comunicou ao MP, mas, infelizmente, as obras continuaram", afirma o prefeito no vídeo. "Fica uma lição: quando a prefeitura notificar, interditar, multar, avisar, pelo amor de Deus, não continuem com as obras. Há risco de vida."

 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários