Bebeto, o Rei dos Bailes, está de volta

Aos 71 anos, recuperado de um AVC, cantor apresenta sábado sucessos como 'A beleza é você, menina' e 'Menina Carolina', além de novidades, na Zona Norte

Por GUSTAVO RIBEIRO

Animado com o show 'Bebeto & Amigos, o cantor que marcou época agradece à esposa e aos amigos que o ajudaram nos momentos difíceis
Animado com o show 'Bebeto & Amigos, o cantor que marcou época agradece à esposa e aos amigos que o ajudaram nos momentos difíceis -

Rio - O eterno Rei dos bailes, Rei do Samba-rock ou Rei do Suingue, o cantor Bebeto, de 71 anos, lembra com lágrimas nos olhos a primeira frase que disse à sua companheira de vida e empresária, Sonia Mesquita, 69 anos, quando acordou do coma após sofrer um AVC isquêmico, em novembro de 2017. Agora, ele volta aos palcos no próximo sábado, na Lona de Anchieta, às 21h. E estará ao lado de artistas que lhe mostraram o verdadeiro valor da amizade na luta contra a doença e durante um turbulento período de dificuldades financeiras.

Com o show 'Bebeto & Amigos, ganha o público que irá curtir os maiores sucessos do astro: 'Menina Carolina', 'A beleza é você, menina' e a irresistível 'Praia e Sol', entre tantas outras canções que marcaram época.

"Esse período foi brabo. Deus me botou de férias e as férias não foram boas, não. Mas a gente aprende muita coisa. Deus dá uma travada na gente pra nos posicionar. Eu descobri que ninguém é alguém sozinho. Não tem como ser alguém se não tiver alguém do lado", diz o artista, que continua em recuperação e acompanhamento médico.

A frase que pronunciou à esposa, com quem é casado há 33 anos, foi um reencontro de Bebeto com a fé, depois de 13 dias entubado em um hospital da Barra da Tijuca. "Eu não sabia onde estava. Eu vi uma face. Aí depois acordei. A primeira pessoa que vi foi ela (Sonia), e a primeira coisa que falei foi que Deus existia. Depois, em casa, deitado na varanda, olhando para o céu, vi a face de novo. Era o rosto de Deus".

Não foram meses nada fáceis. Bebeto se sentiu mal no camarim após um show no Sesc de Nova Iguaçu, com tontura e queda brusca de pressão. No caminho para casa, dentro da van, no Recreio, perdeu a visão, colocou a mão na cabeça e anunciou: "Meu Deus, fiquei cego". Chegou ao hospital desmaiado. Depois de mais de um mês internado, continuou o tratamento em casa para recuperar os movimentos — chegou a ficar sem andar —, a visão, ainda debilitada, e o controle da respiração, que colocará em teste neste sábado na Lona de Anchieta.

A presença dos amigos, de dentro e fora do meio artístico, foi fundamental. Todas as quintas-feiras, músicos como Álvaro Rios, Nelson Kae e Luiz Camilo, se reuniam no apartamento dele para rodas de samba, apelidadas de 'Boteco do Bebeto'.

Entre os amigo, estão o ator Eri Johnson e a cantora Sandra de Sá, que fizeram shows beneficentes para ajudá-lo. Até para pagar contas e plano de saúde foi um desafio, já que ele estava até sem receber repasses de direitos autorais.

"Eles foram irmãos mesmo (Eri Johnson e Sandra de Sá), porque é brabo. As contas chegam, têm que ser pagas. Se não trabalho, o bicho pega. Foram quase dois anos sem trabalhar e muito dinheiro pra receber que não chega."

CANÇÕES QUE FEZ DOENTE

Ícone da música popular brasileira desde 1977, com 38 discos gravados, Roberto Tadeu de Sousa nunca tinha parado de cantar em 40 anos de carreira. Quem nunca cantarolou 'O nome dela é Jessica, eu já falei pra vocês', 'Praia e Sol, Maracanã, futebol, domingo...', 'Eu encontrei a Carolina, aquela menina linda que me fez sonhar' e 'A beleza é você, menina... menina'? A apresentação será recheada de sucessos antigos e de canções que compôs durante o tratamento.

Entre as músicas inéditas produzidas em 1 ano e 5 meses, estão 'Prazer de ser feliz', que resume a história de superação e renascimento do cantor, e 'Mulher Livre', uma homenagem a Sonia: "Eu não gosto da demora, mas tenho que esperar. Eu me sinto tão feliz quando vejo ela chegar", diz trecho.

O projeto Bebeto & Amigos será levado a outros palcos, como o do Imperador, no Méier, no dia 2 de maio, também às 21h. Para o show na Lona de Anchieta, neste sábado, os ingressos já estão à venda na bilheteria a R$ 20 (meia-entrada antecipada para todos) e R$ 30 (meia-entrada no dia para todos).

Comentários