Preso um dos envolvidos em morte de professora em 2006

Depois de denúncia, Glaydestone Pereira foi preso nesta quarta-feira. A mandante do crime continua foragida

Por O Dia

Glaydestone Pereira, preso pelo assassinato da professora
Glaydestone Pereira, preso pelo assassinato da professora -

Rio - Um dos acusados de ter participado da morte da professora Lia Gomes da Silva, em 2006, foi preso nesta quarta-feira, em São João de Meriti. Glaydestone Pereirade, de 42 anos, foi encontrado após denúncia, na Rua Ana Lima, na Vila União, pelos agentes da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF). Solange Reinaldo Viana, de 64 anos, considerada a mandante do crime continua foragida.

O assassinato aconteceu no dia 1º de agosto, por volta das 7h30, quando a professora Lia foi surpreendida por dois homens na porta do lugar onde trabalhava como coordenadora pedagógica, no Colégio Curso Alternativo, em Vilar dos Teles. A vítima foi sequestrada e o corpo foi encontrado no dia seguinte, pela manhã, na Rua Coicé, no bairro Vila Coimbra, em Queimados. Lia levou dois tiros, um na barriga e outro na cabeça, e seu homicídio foi cometido mediante o pagamento de R$ 1 mil reais. De acordo com a Polícia Civil, o crime foi praticado por motivo fútil, porque Solange não aprovava o reatamento do romance da vítima com o seu filho. 

Solange Reinaldo Viana foi condenada a 19 anos de prisão por ser mandante do assassinato da nora e permanece foragida. Em novembro de 2017, a juíza Juliana Benevides de Barros Araújo, da Vara de Execuções Penais (VEP), determinou a expedição de um mandado de prisão contra Solange. A decisão foi motivada pela fuga da dona de casa do Instituto Penal Oscar Stevenson, onde cumpria pena no regime semiaberto. Segundo o Banco Nacional de Mandados de Prisão (BNMP), do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), até hoje, ela não foi recapturada. Contra a mandante do crime, consta um mandado de prisão, expedido pela Vara de Execuções Penais, por essa evasão e o Portal dos Procurados oferece uma recompensa de R$ 1 mil reais por sua captura. 

Contra Glaydestone constavam três mandados de prisão, sendo um por homicídio qualificado, relativo ao assassinato de Lia Gomes.

Solange Reinaldo Viana está foragida e é acusada como mandante do crime - Divulgação

Quem tiver qualquer informação a respeito da foragida, deve denunciar pelos seguintes canais: Whatsapp ou Telegram Portal dos Procurados (21) 98849-6099; pelo facebook/(inbox), endereço: https://www.facebook.com/procurados.org/, pelo mesa de atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177, ou pelo Aplicativo para celular - Disque Denúncia - . O Anonimato é garantido.

Galeria de Fotos

Glaydestone Pereira, preso pelo assassinato da professora Divulgação
Solange Reinaldo Viana está foragida e é acusada como mandante do crime Divulgação

Comentários