PM mata cão vira-lata a tiro em incursão e causa indignação na Web

Policiais estavam em operação num suposto ponto de tráfico de drogas, quando um deles atirou no cachorro no quintal uma residência, alegando "legítima defesa"

Por FRANCISCO EDSON ALVES

Cãozinho foi baleado em ação da PM em Volta Redonda
Cãozinho foi baleado em ação da PM em Volta Redonda -

Rio - A morte de um cachorro vira-lata com um tiro, supostamente de fuzil - disparado por um dos PMs do 28º BPM (Volta Redonda) que faziam uma operação de combate ao tráfico de drogas no bairro Jardim Belmonte, em Volta Redonda, no Sul Fluminense, na noite desta terça-feira -, causou revolta aos moradores da localidade e vem alcançando repercussão indignada nas redes sociais. O episódio ocorreu na Rua Cecília Meireles.

Há duas versões para o caso. A primeira, dos moradores, dá conta de que o policial teria se irritado com os latidos do cão no quintal de uma das residências, enquanto alguns suspeitos eram revistados em frente ao imóvel, e atirado contra o animal, que morreu na hora.

Já pela versão da PM, um jovem de rapaz de 23 anos, que já teve passagens em delegacias por assaltos e homicídios, tentou fugir da abordagem, entrando na casa onde estava o cachorro e mais dois cães. Os animais teriam avançado no agente, que, então atirou "em legítima defesa". Os suspeito foi detido por suposta resistência e desacato.

Na manhã desta quarta-feira, a Sociedade Protetora dos Animais recebeu centenas de telefonemas e mensagens de moradores denunciando o que classificaram de "ato arbitrário e covarde". A Ong enviou ofício ao comando do 28º BPM solicitando explicações sobre o caso. 

Íntegra da nota da PM

A Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado de Polícia Militar informa que, na noite de terça-feira, policiais militares do 28ºBPM (Volta Redonda) estavam em patrulhamento pelo bairro Jardim Belmonte, no município de Volta Redonda, quando se depararam com um homem em atitude suspeita. Ao perceber a aproximação policial, o suspeito tentou entrar em uma residência e, como os portões ficaram entreabertos, três cachorros vieram na direção dos policiais. Um dos animais tentou morder um policial e foi necessário fazer um disparo como meio de se proteger. Após resistir à abordagem, o homem foi detido e conduzido para a 93ª DP.

 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários