Por O Dia

Rio - A menina, de 11 anos, baleada no último sábado, no bairro do Jardim Catarina, em São Gonçalo, Região Metropolitana, será transferida para o Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into). De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde, após ser avaliada por uma junta médica do Hospital Estadual Alberto Torres, onde permanece internada, foi identificada uma lesão plexo braquial, que fez a paciente perder parte do movimento da mão esquerda.

"A paciente hoje está estável. Fora de perigo. Mas foi identificado esta lesão que precisa ser corrigida através de um procedimento cirúrgico. Por isso estamos encaminhando a paciente para uma unidade de referência, no caso, o Into", informaram os médicos.

Sempre sorridente, a estudante permanece na unidade ao lado dos pais, que agradecem constantemente a Deus e a equipe do Heat pela vida da filha. "Ela chegou aqui no hospital e foi prontamente atendida. Foi tudo muito rápido. Só temos a agradecer a Deus e a toda equipe do hospital", disse o pai da estudante, o ajudante de pintor Euzébio Sodré Filho, de 62 anos

Você pode gostar
Comentários