Greve da Comlurb -  Local: Rua Gonzaga Bastos, Vila Isabel.Segundo relato no local os garis foram ameaçados para não coletar o lixo e entulho. Foto: Daniel Castelo Branco - Daniel Castelo Branco / Agência O Dia
Greve da Comlurb - Local: Rua Gonzaga Bastos, Vila Isabel.Segundo relato no local os garis foram ameaçados para não coletar o lixo e entulho. Foto: Daniel Castelo BrancoDaniel Castelo Branco / Agência O Dia
Por O Dia

Rio - Os garis da Companhia de Limpeza Urbana (Comlurb) decidiram suspender a greve até a segunda-feira (29). A decisão foi tomada durante uma audiência de conciliação entre o Sindicato dos Empregadores de Empresas de Asseio e Conservação do Rio (Siemaco-Rio), a Comlurb e o agente mediador, nesta sexta-feira, no Tribunal Regional do Trabalho (TRT).

Nesta segunda-feira (29), a Comlurb irá apresentar uma nova proposta para os reajustes e a categoria vai decidir se volta a greve ou não. No entanto, os trabalhadores reivindicam reajuste de 10% no salário e também no vale alimentação, pagamento de insalubridade para agentes do preparo de alimentos, auxiliares de serviços gerais e vigias e pagamento do acordo de resultados, que está atrasado desde o ano passado.

Em nota, a Comlurb informou que " irá apresentar nova proposta onde os valores dos itens de impacto econômico-financeiro (Vale Refeição, Auxílio Creche, Adicional de Coleta, entre outros) da cesta de benefícios ficarão nos valores atualmente praticados (na forma do Acordo Coletivo de 2018) para que a Companhia possa melhorar o percentual de reajuste dos salários, já que a categoria não aceitou a proposta anterior de 4% tanto nos rendimentos como nesses itens, objeto de conciliação em audiência do dia 24/04, no Ministério Público do Trabalho".

 

Nesta segunda-feira (29), a Comlurb irá apresentar uma nova proposta para os reajustes e a categoria vai decidir se volta a greve ou não.

 

Você pode gostar
Comentários