Leandro Miguel, 6 anos aproveita a manhã de sol para brincar após a Comlurb realizar limpeza no antigo Jardim Zoológico em Vila Isabel - Armando Paiva / Agência O Dia
Leandro Miguel, 6 anos aproveita a manhã de sol para brincar após a Comlurb realizar limpeza no antigo Jardim Zoológico em Vila IsabelArmando Paiva / Agência O Dia
Por Gabriel Sobreira

Rio - Depois da denúncia da reportagem do DIA, publicada ontem, sobre o estado de abandono do Parque Recanto do Trovador, ou Antigo Zoológico de Vila Isabel, como é conhecido, o local ganhou no domingo um tapa no visual com o trabalho de três garis que capinaram, removeram entulhos e sujeiras que se acumulavam em um lago e fizeram poda. Mas não foi o suficiente para acalmar quem mora e frequenta a área.

"Sou morador de Vila Isabel há 25 anos, nunca vi tanto abandono. Largado, sujo, abandonado. Segurança muito ruim, na verdade não tem. Não tem administração e a sujeira impera, além de mosquitos. Os animais, os que restam, estão abandonados. É lastimável", reclama o estilista Tony Porto, 62 anos, que aproveitava a manhã de sol para brincar com o filho, Leandro Miguel, de seis anos.

Porto diz que a atenção com o filho é redobrada por causa situação em que o parque se encontra. "Mosquito é o que mais me preocupa e um ou dois elementos fumando maconha. Tem sempre que ficar de olho", afirma. "Desejo que Guardas Municipais ficassem aqui, que a Comlurb fizesse uma limpeza de verdade. O que estão fazendo é para inglês ver, lamentavelmente. As ferragens expostas nos brinquedos abandonados, o gradeado, é só você ver as árvores estão morrendo", observa.

Quem aproveitou a manhã livre foi a atendente Gláucia Gomes, 35 anos. Sempre que pode, ela leva o filho, o pequeno Pedro, de dois anos e meio, para brincar no parque. "Acho legal que estão cuidando, mas não tem mais brinquedos para crianças como tinha antes. Tiraram o escorrega e sem falar que os brinquedos não estão em bom estado também porque o povo não conserva", destaca ela, que é moradora de Madureira.

"Toda melhoria que se faz, o próprio morador vem e estraga. Se conserta vai durar no máximo um ano", diz ela, que gostaria que tivesse, além de mais segurança, novas facilidades para as crianças. "O banheiro, por exemplo, nem sempre está aberto ou funcionando. Bebedouro nem tem. Nesse sol, se não tiver dinheiro para comprar água, e estiver com criança, ela vai ficar com sede", lamenta a atendente.

Em vídeo postado nas redes sociais, a IX Região Administrativa - Vila Isabel, no sábado, afirma que dá continuidade ao mutirão de limpeza no parque com capina, poda, remoção de árvore, varredura, desobstrução dos lagos e troca de lâmpadas. "Teremos mais notícias do parque no início da próxima semana", diz a mensagem.

Você pode gostar
Comentários