Câmara derruba veto de Crivella e Bilhete Único será utilizado por 3h

Segundo autor da proposta, vereador Dr. Jorge Manaia, a ampliação do intervalo de duas para três horas é uma reivindicação antiga da população

Por O Dia

Audiência na Câmara Municipal do Rio
Audiência na Câmara Municipal do Rio -
Rio - A Câmara do Rio derrubou, nesta quinta-feira, o veto do prefeito Marcelo Crivella e promulgou a lei que amplia o tempo de utilização do Bilhete Único Municipal de duas para três horas. A medida está prevista na Lei n° 6.549/2019, de autoria do vereador Dr. Jorge Manaia (SD), e já está em vigor.
A utilização do cartão não mudará. O Bilhete Único permite ao usuário utilizar mais de um transporte público pagando apenas uma tarifa. Com o cartão, paga-se apenas a passagem de um meio de transporte. O portador do cartão pode realizar viagens e ser beneficiado utilizando dois ônibus municipais, dois VLTs ou ônibus e VLT. Segundo o vereador, a ampliação do intervalo de duas para três horas é uma reivindicação antiga da população, "que precisa utilizar mais de um meio de transporte para realizar seus deslocamentos diários".
De acordo com Manaia, "tal alteração deve-se ao fato de grande parte da população que utiliza o serviço do Bilhete Único ter uma única reclamação: o tempo do transbordo ser curto. Moradores de zonas mais distantes demoram mais de duas horas para se deslocarem de suas residências para seu local de trabalho. A maioria dessas pessoas sugere o aumento do transbordo para três horas", afirmou.
Procurada, a assessoria da Prefeitura ainda não comentou a decisão. O espaço está aberto para manifestação.

Comentários