Manifestantes protestam no Centro do Rio contra cortes na educação

Ministério da Educação anunciou um bloqueio de 30% nos repasses a instituições federais em todo o Brasil

Por MARIA LUISA MELO

Manifestantes protestam no Centro do Rio contra cortes na educação na Av. Presidente Vargas
Manifestantes protestam no Centro do Rio contra cortes na educação na Av. Presidente Vargas -
Rio - Milhares de manifestantes protestaram contra os cortes do presidente Jair Bolsonaro (PSL) e do ministro da Educação Abraham Weintraub na educação, na tarde desta quarta-feira, no Centro do Rio. Com cartazes e gritos de ordem, os militantes se concentraram na Candelária às 15h, e seguiram em passeata, por volta das 17h50, para a Central do Brasil. 
O protesto chegou pouco antes das 19h na Central. Já na dispersão da manifestação, por volta das 19h30, houve um princípio de confusão e a Polícia Militar lançou bombas de efeito moral. Sacos de tinta vermelha foram jogados na fachada do Panteão Duque de Caxias, em frente ao Comando Militar do Leste, e uma pichação foi feita: "Oitenta tiros. Exército assassino", em referência ao assassinato do músico Evaldo Rosa, em Guadalupe, no dia 2 de abril. 
Ônibus foi incendiado na Avenida Presidente Vargas - Daniel Castelo Branco/Agência O Dia
Em seguida, fogos e bombas foram ouvidos. Um ônibus foi queimado, na esquina da Presidente Vargas com a Avenida Passos. O Corpo de Bombeiros só conseguiu chegar ao local após o veículo estar completamente incendiado. 
Uma pichação foi feita no Panteão Duque de Caxias - Reprodução redes sociais
O protesto reuniu universitários, alunos do Ensino Médio, pais, docentes, entre outros. De acordo com o Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do Rio (Sepe) e movimentos sociais, pelo menos 250 mil pessoas participaram do ato. A PM não informou a estimativa do público.
Manifestantes protestam no Centro do Rio contra cortes na educação - Daniel Castelo Branco / Agência O Dia
Os cortes  na educação foram anunciados logo depois da decisão do governo federal em não financiar mais os cursos de sociologia e filosofia. Na ocasião, a justificativa apresentada foi de que os estudos sobre estas pontos não trariam retornos efetivos à sociedade. 
Manifestantes protestam no Centro do Rio contra cortes na educação na Av. Presidente Vargas - Daniel Castelo Branco / Agência O Dia
A estudante de Gastronomia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Victoria Rattis, de 22 anos, ficou indignada com as declarações do presidente. "As falas só mostram que ele desconhece o ambiente universitário. Conheço gente que conta moeda pra pagar o bandejão que custa R$ 2", disse a universitária. "Quase 100% dos universitários estão ali com a intenção de produzir conhecimento e de melhorar a sociedade", completou. 
Juliana Braga, 22 anos, estudante de Nutrição da UFRJ - Maria Luísa Melo / Agência O Dia
Para a Juliana Braga, 22 anos, estudante de Nutrição da UFRJ, "é um absurdo a instituição ter R$ 114 milhões a menos". "Tira a tesoura da mão, tira a tesoura da mão, investe na educação", é um dos gritos de ordem mais cantados pelos manifestantes.
Manifestantes protestam contra os cortes da educação no Centro do Rio - Daniel Castelo Branco / Agência O Dia
Nesta manhã, aconteceram aulas públicas de núcleos de pesquisa das universidades federais na Praça XV e houve movimentação em outros pontos da cidade, onde estudantes e docentes se reuniram antes de seguir para a Candelária. 
Professores e estudantes do Instituto de Matemática da UFRJ montam um Poliedro gigante na Praça XV, durante aula pública - Reprodução / Adufrj
Estágio de atenção
O Centro de Operações da Prefeitura do Rio informou que a cidade segue em estágio de atenção devido à manifestação no Centro. O município entrou em estágio de atenção às 22h55 de terça-feira, por causa do avanço de uma frente fria, que provocou chuva, ventos e raios. A chuva já perdeu força, mas ainda há previsão para as próximas horas. A cidade retornou ao Estágio de Normalidade, às 22h desta quarta-feira informou o COR na noite desta quarta-feira. 
Manifestantes levaram cartazes com críticas ao governo federal - Maria Luísa Melo / Agência O Dia
Por causa da manifestação, as seguintes vias foram interditadas:
- Avenida Presidente Vargas, nos dois sentidos, na altura da Candelária;
- Avenida Rio Branco a partir da altura da Av. Presidente Vargas;
- Pista central da Av. Presidente Vargas, no sentido Candelária, a partir da altura da Biblioteca Parque. O desvio do trânsito é feito para a pista lateral, onde os motoristas são direcionados para acessar a Avenida Passos. A pista lateral da Av. Pres. Vargas, no sentido Candelária, está interditada após o cruzamento com a Av. Passos.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Galeria de Fotos

Manifestantes protestam no Centro do Rio contra cortes na educação na Av. Presidente Vargas Daniel Castelo Branco / Agência O Dia
Manifestantes se concentram na Candelária Reprodução
Professores e estudantes do Instituto de Matemática da UFRJ montam um Poliedro gigante na Praça XV, durante aula pública Reprodução / Adufrj
Manifestação no Centro do Rio Reprodução / Centro de Operações
Manifestantes protestam contra os cortes da educação no Centro do Rio Daniel Castelo Branco
Manifestantes protestam contra os cortes da educação no Centro do Rio Daniel Castelo Branco / Agência O Dia
Manifestantes protestam contra os cortes da educação no Centro do Rio Daniel Castelo Branco / Agência O Dia
Juliana Braga, 22 anos, estudante de Nutrição da UFRJ Maria Luísa Melo / Agência O Dia
Manifestantes levaram cartazes com críticas ao governo federal Maria Luísa Melo / Agência O Dia
Manifestação partiu da Candelária e seguiu até a Central do Brasil Daniel Castelo Branco
Ato reuniu estudantes, além de pais de alunos e professores. No fim, grupo pequeno queimou ônibus na Pres. Vargas Daniel Castelo Branco
Faixas com palavras de ordem contra os cortes promovidos pelo MEC na educação marcaram a manifestação no Centro de Campos Leonardo Maia
Manifestantes protestam no Centro do Rio contra cortes na educação Daniel Castelo Branco / Agência O Dia
Ônibus foi incendiado na Avenida Presidente Vargas Daniel Castelo Branco/Agência O Dia
Ônibus foi incendiado na Avenida Presidente Vargas Daniel Castelo Branco/Agência O Dia
Uma pichação foi feita no Panteão Duque de Caxias Reprodução redes sociais
Ônibus foi incendiado na Avenida Presidente Vargas Daniel Castelo Branco/Agência O Dia

Comentários