Homem mandou matar mulher e enteados um mês após o casamento

Segundo a Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), motivação de Marlon Christian Leite Dias foi os bens que Fabiane Azevedo Barbosa Dias possuía. Ela e os filhos Tainá, 6, e Gabriel, 11, foram assassinados e corpos ainda não foram achados

Por O Dia

Marlon e Fabiane no dia do casamento: ele mandou matar a mulher e os dois enteados, 28 dias após cerimônia
Marlon e Fabiane no dia do casamento: ele mandou matar a mulher e os dois enteados, 28 dias após cerimônia -
Rio - A investigação do desaparecimento de uma mãe e seus dois filhos, de 6 e 11 anos, em Itaguaí, na Baixada Fluminense, teve um desfecho brutal. Fabiane Azevedo Barbosa Dias, de 36 anos, Tainá, 6, e Gabriel, 11, foram assassinados a mando do marido dela, Marlon Christian Leite Dias, segundo concluiu a Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF). O crime aconteceu em outubro de 2018 e os corpos nunca foram encontrados.
O técnico de sistemas de monitoramento Marlon Christian Leite Dias havia se casado com Fabiane Azevedo Barbosa Dias 28 dias antes do triplo homicídio. As mortes teriam sido encomendados porque conta de bens que a mulher possuía em seu nome. Um segundo suspeito, Marcos Carlos André Vieira dos Santos, seria o assassino e era vizinho do casal. Uma geladeira teria sido usada para "pagar" pela encomenda do crime.
Os dois estão presos e Marcos nega ter cometido os assassinatos, mas disse à polícia que Marlon tentou contratá-lo para executar a mulher e seus dois filhos. Eles vão responder por homicídio e ocultação de cadáver.
A DHBF suspeita que uma mensagem de texto enviada do celular de Fabiane não tenha sido escrito por ela. Até então, a família da mulher acreditava que ela tinha fugido com os dois filhos. O delegado Moisés Santana, titular da especializada, diz que Marlon viu quando a esposa e os filhos foram levados e colocados em um caminhão. "Ele estava no portão de casa", disse.

Comentários