Roteiros revelam Rio muitas vezes desconhecido dos próprios cariocas

Em matéria de belezas naturais, Tim Maia foi certeiro: 'do Leme ao Pontal não tem nada igual'. Mas fora do badalado circuito que contempla lugares paradisíacos, a cidade guarda muitos outros recantos

Por GUSTAVO RIBEIRO

Turismo
Turismo -
Rio - Em matéria de belezas naturais, Tim Maia foi certeiro: 'do Leme ao Pontal não tem nada igual'. Mas fora do badalado circuito que contempla lugares paradisíacos, o Rio guarda muitos outros recantos, além de histórias, curiosidades e sabores desprezados pelos roteiros oficiais. Um movimento crescente entre guias turísticos, no entanto, busca apresentar aos próprios cariocas algumas relíquias quase esquecidas. Para isso, eles oferecem passeios — gratuitos ou com preços de até R$ 40 — para conhecer desde bairros do subúrbio, passando por becos cheios de lendas macabras de assombração, no Centro, até o interior de prédios belíssimos da Zona Sul.
Entre os roteiros, o tour histórico 'Marechal Hermes não é só a batata!', desenvolvido pela guia Raquel Oliveira, da empresa Sou Carioca, que desde 2015 leva moradores da cidade a lugares pouco conhecidos. O local, inaugurado em 1913 para ser um bairro operário, hoje é uma Área de Proteção do Ambiente Cultural (Apac). "Com ruas largas e arborizadas, praças, igreja, hospital, escolas e teatro, Marechal ainda oferece um polo gastronômico de comida de rua, famoso pela batata frita de porções generosas e preço baixo", conta.
Passeio por Marechal Hermes revela as diversas facetas do bairro suburbano - Thiago Diniz/Rolé Carioca
 
A empresa tem outros roteiros que desvendam riquezas das zonas Norte e Oeste. O tour 'Bangu: a fábrica do futebol' passeia pelo bairro consagrado como porta de entrada do esporte no Brasil, com visitas ao Shopping Bangu, Clube Ceres e ao Estádio Moça Bonita. Berço de Noel Rosa, Vila Isabel, com suas calçadas musicais, a escola de samba e a Basílica de Nossa Senhora de Lourdes, também virou destino, bem como Madureira, Méier e Maracanã. "As pessoas não são incentivadas a conhecer a própria cidade", comenta Gabriela Palma, sócia da iniciativa.
Idealizadora da agência Papo de Guia, Juliana Fiúza vislumbrou no Centro o arrepiante roteiro 'Um Rio de assombrações', que explora locais que vivenciaram episódios misteriosos e trágicos. Começa pelo Arco do Teles, na Praça 15. Ali viveu, no século 18, a bruxa Bárbara dos Prazeres, portuguesa que passou a se prostituir após cometer dois homicídios. Conta-se que matava crianças para tomar banho de sangue, parte de um ritual para ter juventude eterna. "Ela realmente existiu, mas a lenda urbana diz que está viva até hoje vendendo sua fórmula para ricos", avisa Juliana.
Arco do Teles, na região da Praça 15, é o roteiro de 'Um Rio de Assombrações', que lembra história do século 18 - Divulgação
A Biblioteca Nacional é outra parada obrigatória no tour fantasma. "De acordo com funcionários, é comum ouvir vozes e livros caindo das prateleiras à noite. Diz a lenda urbana que Carlos Drummond de Andrade seria um fantasma frequente", destaca Juliana. O Papo de Guia também promove uma gostosa excursão por botequins e cafés do Rio Antigo, além do 'Rio literário', que percorre ícones cariocas como o Real Gabinete Português de Leitura e a Confeitaria Colombo, que tinha como fregueses Machado de Assis, Olavo Bilac e Villa-Lobos.
Os passeios pela cidade, por sinal, são aprovados pelos cariocas. Recentemente, a professora de artes plásticas Ana Paula Queiroz, 46, foi explorar as construções antigas do Flamengo com o projeto Rio — Casas & Prédios Antigos, comandado há dois anos pelo jornalista Rafael Bokor, que oferece visitas guiadas por dentro e por fora de edifícios importantes na história arquitetônica do município. "Acaba que quem menos conhece o Rio, em todas suas nuances, é o carioca. Essas experiências apresentam melhor a cidade, com roteiros variados e lugares que muitos nem sabiam que existiam", ressalta Ana.
O Real Gabinete Português de Leitura é tema do tour 'Rio literário' - Divulgação
Roteiros feitos por particulares
Além das visitas promovidas por iniciativas privadas, o Rio conta com projetos que se dedicam a revelar a cidade aos cariocas totalmente de graça.
A diferença é que as programações gratuitas não oferecem tantas opções de datas e roteiros como os serviços pagos. Um deles é o Rolé Carioca, que chega à sua sétima temporada. São oito passeios por ano, um por mês, entre maio e dezembro. O primeiro de 2019 será na Ilha de Paquetá, no próximo domingo.
"Nosso projeto é mantido graças à Lei Municipal de Incentivo à Cultura. Então, o público não paga para participar. Os passeios são realizados todo último domingo do mês. Por meio das nossas redes sociais, divulgamos a agenda e as pessoas se reúnem no ponto de encontro", explica a idealizadora, Isabel Seixas.
Os tours do Rolé Carioca recebem em média 300 pessoas por evento, divididas em grupo e guiadas por professores de História. “Nosso foco não são só os pontos turísticos. Estamos sempre preocupados em preservar a história e como novos usos podem ser pensados para a cidade”, diz Isabel.
O historiador Milton Teixeira oferece passeios gratuitos com o patrocínio de empresas. Toda segunda quarta-feira de cada mês, ele leva os participantes a dez prédios históricos de Copacabana. O próximo será em 12 de junho (inscrições pelo telefone 2532-5569). Ele promove ainda um passeio diferente em um sábado de cada mês. A Praça 15 é o destino do dia 22 de junho (inscrições pelo site bandnewsfmrio.com.br).

Galeria de Fotos

Estátua de Noel Rosa em Vila Isabel Divulgação
Turismo Lincoln Menezes
Guia Rafael Bokor e o grupo em visita a casa Julieta de Serpa, na Praia do Flamengo, Zona Sul do Rio Reginaldo Pimenta / Agência O Dia
PRÓXIMOS PASSEIOS
GRATUITOS
Rolé Carioca: Paquetá (26/5, com ponto de encontro na estação das barcas da Praça 15, às 9h). Haverá um destino por mês até dezembro, com divulgação no site e redes sociais. Milton Teixeira: Prédios de Copacabana (12/6), com inscrições no 2532-5569, e Praça 15 (22/6).
SOU+CARIOCA
Passeios todos os dias da semana, entre R$ 15 e R$ 40 por pessoa. Há tours agendados para Bangu e Marechal Hermes no dia 1º/6 (sáb), e para Vila Isabel, em 21/6 (sex). Os três saem por R$ 20 ou R$ 15 antecipado (a partir de 2 pessoas). A lista de eventos e inscrições estão no site www.soumaiscarioca. com.br e na página do Facebook ‘Sou+Carioca’.
PAPO DE GUIA
Quartas, quintas, sextas e sábados. Pede-se contribuição de R$ 10. No dia 22/5 (qua), acontece o Rio Literário; 25/5 (sáb): Um Rio de Assombrações; 1º/6 (sáb): Cafés e Botequins do Rio Antigo. A lista completa e inscrições estão disponíveis no Facebook ‘Papo de Guia’.
RIO - CASAS & PRÉDIOS ANTIGOS
Todos os sábados e domingos por R$ 35. Hoje, às 10h, haverá um tour no Cosme Velho (ponto de encontro: Paróquia Cristo Redentor, Rua das Laranjeiras, 519). Próximos: Laranjeiras (25/5) e Glória (26/5). Lista completa e inscrições no Facebook ‘Rio - Casas & Prédios Antigos’.
 
 
 

Comentários