Corpo de Tia Maria do Jongo é velado na quadra do Império Serrano

A matriarca era a única fundadora viva da escola, artistas fizeram homenagens e postaram vídeos nas redes sociais

Por O Dia

Tia Maria do Jongo é um símbolo da resistência da cultura negra no Brasil
Tia Maria do Jongo é um símbolo da resistência da cultura negra no Brasil -
O samba está em luto neste domingo com a perda de Tia Maria do Jongo, ícone da cultura popular brasileira e da memória africana no Brasil. O velório acontece a partir das 11h na quadra da Escola de Samba Império Serrano e o sepultamento, às 16h30 no cemitério de Irajá. 
A escola divulgou uma nota de pesar em suas redes sociais: "Perdemos nossa Mãe! Hoje descansa Tia Maria do Jongo. Silencia o tambor, o Jongo se despede da sua maior referência".
Sobrinha-neta de Tia Eulália, considerada a Mãe do Império Serrano, de Tia Maria do Jongo e de Sebastião de Oliveira, o Tio Molequinho, todos fundadores da agremiação, a cantora Lazir Silval, do Jongo da Serrinha, desabafou: "Ai meu Deus, hoje muito mais dor dentro do peito, sei que não somente em mim, em todos nós. Nossa Tia Maria! Nosso amor!". 
O cantor Lucio Sanfilippo também fez uma homenagem emocionada. "Escolheu meu aniversário pra se encantar. Foi me dar um beijo, não foi embora enquanto não se despediu. Cantou jongo, samba... Jongou, sambou. Que DEUS a receba com todas as glórias!", contou o artista, que celebrou a data na noite de sexta-feira com a presença de Tia Maria em uma apresentação no bar Ernesto, na Lapa. Muitos amigos postaram vídeos com mensagens emocionadas na página do compositor. 
 
Ícone da cultura popular brasileira, Maria de Lourdes Mendes, conhecida como Tia Maria do Jongo, de 98 anos, morreu na manhã deste sábado. Ela estava na sede Casa do Jongo, no Morro da Serrinha, onde participava das atividades, e passou mal. Tia Maria chegou a ser socorrida e levada ao Posto de Assistência Médica (PAM) de Irajá, mas não resistiu. Descendente de africanos escravizados, Tia Maria é considerada uma das personalidades mais importantes para a manutenção da cultura da África no País.
 Na última terça-feira, ela conquistou o Prêmio Sim à Igualdade Racial, em cerimônia realizada no Copacabana Palace. Ao receber o prêmio, na categoria Arte em Movimento, ela fez um convite para que todos conhecessem a Casa do Jongo. "O jongo da Serrinha agradece e terá um grande prazer, se vocês um dia puderem passar uma tarde com a gente lá. O jongo é bom. Vocês vão gostar", disse.
Jongo
O jongo, ou caxambu é um ritmo que se originou na região africana do Congo-Angola. Chegou ao Brasil com os negros bantu trazidos como escravos. É considerado um ritmo de resistência após ter sobrevivido por anos na clandestinidade.
Império Serrano
Tia Maria era a última cofundadora viva da escola de samba Império Serrano. Fundada em 1947, a escola teve origem no Morro da Serrinha que até hoje é um local tido referência de rodas de samba e jongo.

Comentários