Witzel sobrevoou áreas atingidas pelas chuvas - Divulgação
Witzel sobrevoou áreas atingidas pelas chuvasDivulgação
Por O Dia
Rio - O governador Wilson Witzel e o secretário estadual de Defesa Civil e Corpo de Bombeiros, coronel Roberto Robadey, sobrevoaram e visitaram, na tarde deste domingo, as áreas atingidas pelas chuvas em Barra Mansa, no Sul Fluminense. O município foi um dos mais castigados pelo temporal.
De acordo com Witzel, o governo instalou um gabinete de crise e colocou a estrutura da administração estadual à disposição dos prefeitos dos municípios que decretaram calamidade e/ou estão em estágio de atenção. Equipes da Cedae, do Departamento de Estradas e Rodagem (DER), e das secretarias de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Defesa Civil e Corpo de Bombeiros, Ambiente, Polícia Civil e Polícia Militar atuam para auxiliar as cidades afetadas.
Publicidade
"O prefeito Rodrigo Drable me relatou que o problema mais grave é com o rio Barra Mansa. Há necessidade de remoção de 400 famílias que moram ali. Estamos dando início a um programa de habitação para baixa renda, o Programa de Casa Nova, que prevê a possibilidade de construir anualmente 20 mil novas unidades", afirmou o governador. 
"Nós vamos trabalhar para ter um terreno aqui, o prefeito já nos ofereceu, para retirar as famílias daquela área. Barra Mansa tem um problema grave de ocupação irregular. É um problema que afeta todo o estado do Rio de Janeiro há décadas, a falta de controle urbano e essas situações de risco em que as pessoas se colocam ao construir nessas áreas. Temos que ter um programa habitacional, vamos atacar dessa forma", completou Witzel.
Publicidade
Barra Mansa foi uma das cidades mais atingidas pela chuva no estado - Divulgação
Desenvolvimento Social
Publicidade
Uma equipe composta por 10 técnicos, assistentes sociais e psicólogos da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos foi para Barra Mansa para assessorar o município na gestão de abrigos e na prestação dos serviços socioassistenciais. Além disso, o grupo levou alimentos para suprir a necessidade imediata de aproximadamente 225 famílias e instrumentos para operacionalizar cadastros e possíveis benefícios a serem posteriormente concedidos como Aluguel Social.
A Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos está arrecadando doações para as vítimas das chuvas. Alimentos não perecíveis, água, colchonetes e materiais de limpeza podem ser entregues na Rua Voluntários da Pátria, nº 120, em Botafogo, entre 8h e 20h.
Publicidade