PM mata a mulher e tenta suicídio na frente da filha de 9 anos

Antonio Carlos Maguelly Piloupas está internado sob custódia da polícia e vai responder pelo crime de feminicídio

Por RAFAEL NASCIMENTO

Priscila morreu logo após ter sido atingida pelos disparos
Priscila morreu logo após ter sido atingida pelos disparos -
Rio - Um policial militar aposentado matou a própria esposa a tiros e depois tentou se matar, em Pilares, na Zona Norte do Rio, na madrugada deste sábado. De acordo com testemunhas, Priscila de Araújo Piloupas, de 29 anos, foi atingida por cerca de cinco disparos, feitos na Rua Francisca Vidal, na frente da filha de nove anos do casal.
Antonio Carlos Maguelly Piloupas, que tem cerca de 56 anos, o autor dos tiros, está internado no Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier, e estaria em coma. Já o corpo da mulher foi encaminhado ao Instituto Médico Legal, em São Cristóvão.
De acordo com a PM, agentes do 3º BPM (Méier) foram acionados e quando chegaram ao local encontraram Priscila já sem vida e o policial reformado ferido. A pistola usada no crime foi apreendida por agentes da Delegacia de Homicídios da Capital (DH), que investiga o caso e tenta saber a motivação do crime.
Priscila e Antônio Carlos - Arquivo Pessoal
O titular da DH, o delegado Daniel Rosa, disse que Antonio Carlos foi preso em flagrante pelo crime de feminicídio. Ele está internado sob a custódia da polícia.
"Os agentes realizam diligências em busca de possíveis testemunhas e imagens de câmeras de segurança instaladas na região que possam ajudar nas investigações", a Polícia Civil disse, através de nota.
A Polícia Militar se nega a confirmar o estado de saúde do PM, mesmo ele sendo agente, dizendo que "o estado de saúde é com a pasta da Saúde". Já a Secretaria Municipal de Saúde disse, no entanto, disse que "informações sobre este paciente estão restritas à família".
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Priscila morreu logo após ter sido atingida pelos disparos Arquivo Pessoal
Priscila e Antônio Carlos Arquivo Pessoal

Comentários