Militar do Exército é um dos presos em operação contra quadrilha de roubo de cargas

Contra o paraquedista Matheus William Pereira Valentim Máximo havia um mandado de prisão por tráfico de drogas

Por RAFAEL NASCIMENTO

Matheus William Pereira Valentim Máximo é paraquedista do Exército
Matheus William Pereira Valentim Máximo é paraquedista do Exército -
Rio - O soldado do Exército Matheus William Pereira Valentim Máximo, de 20 anos, foi um dos 26 presos na operação que a Polícia Civil fez contra um quadrilha de roubo de cargas e veículos e sequestro em Duque de Caxias. Matheus é da brigada paraquedista e está no Exército há apenas um ano. Contra ele, que mora no bairro Jardim Leal, no município da Baixada Fluminense, havia um mandado de prisão em aberto por tráfico de drogas.
A operação desta quinta-feira foi comandada pela 59ª DP (Duque de Caxias) e pretendia cumprir 34 mandados de prisão contra uma organização criminosa do Complexo da Mangueirinha. A região é formada por seis comunidades: Santuário, Sapo, Corte Oito, Centenário, Favelinha e Mangueirinha.
De acordo com as investigações, Matheus era um dos líderes da quadrilha e participava de extorsão dos moradores do conjunto de favelas.
Matheus está no Exército há apenas um ano - Reprodução
Veja o momento em que o paraquedista chega à Cidade da Polícia, para onde estão sendo levados os presos!
Procurado pelo DIA, o Comando Militar do Leste (CML) informou que "vem acompanhando de perto todas as ocorrências envolvendo seus integrantes".

"O CML está cooperando inteiramente com as autoridades policiais e reitera que não compactua com quaisquer condutas irregulares ou ilícitas por parte de seus militares", a corporação acrescentou, através de nota.

Galeria de Fotos

Matheus William Pereira Valentim Máximo é paraquedista do Exército Luciano Belford / Agência O Dia
Matheus está no Exército há apenas um ano Reprodução

Comentários