Imagem ilustrativa  - Gilvan de Souza
Imagem ilustrativa Gilvan de Souza
Por MARIA INEZ MAGALHÃES
Rio - Dezesseis radares da RJ 104 e RJ 106 serão desativados a partir da semana que vem por medida de segurança, já que motoristas que são obrigados a reduzir a velocidade nessas localizações têm sido alvos de bandidos. A informação foi dada com exclusividade na última terça-feira pelo DIA, que teve acesso à lista com as localizações dos equipamentos a serem desativados pelo Departamento de Estradas e Rodagem do Rio (DER-RJ).
Em abril deste ano, motoristas foram obrigados a se abrigar de um tiroteio na RJ 104, em São Gonçalo. Já em maio, um homem foi flagrado portando um fuzil no meio da rodovia RJ 106 durante um protesto. Esses são apenas alguns dos momentos de pânico pelos quais passam os motoristas que circulam pelas rodovias. 
Publicidade
Os equipamentos que serão desativados estão na Rodovia Amaral Peixoto (RJ 104 e RJ 106), entre São Gonçalo e municípios da Região dos Lagos. Na RJ 104 serão retirados os radares do km 1,5 (Caramujo); Km 3,5 (Baldeador), nos dois sentidos; Km 6,5 (Novo México), em ambas as direções; Km 9 (Colubandê); Km 13 (Jardim Catarina); Km 18 (Guaxindiba); e Km 19,5 (Marambaia). Já na RJ 106, em São Gonçalo, serão retirados os equipamentos do Km 1,6 (Arsenal); Km 1,7 (Arsenal); Km 4,5 (Sete Cruz); Km 6,7 (Engenho do Roçado), nos dois sentidos; e Km 8 (Rio do Ouro), em ambas as direções.
As localizações foram definidas com base em informações passadas pelo Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) da Polícia Militar e o desligamento dos radares cumpre o que diz a lei do deputado Dionísio Lins (PP) que proíbe a instalação de novos equipamentos em áreas de risco mapeadas e conhecidas por terem grandes índices de assaltos ou confrontos armados.
Publicidade
Em nota, a Polícia Militar informou que o comando do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRV) disse que a desativação dos equipamentos "além de se adequar à normativa, visa atender às demandas da população de maneira estratégica e eficaz, minimizando assim a incidência no roubo de veículos durante o trânsito noturno".
O parlamentar, que também é presidente da Comissão de Transportes da Alerj, informou que vai acompanhar o desligamento dos radares anunciados e cobrar a extensão da medida a outras rodovias.
Publicidade
Lins vai, ainda, pedir ao Instituto de Pesos e Medidas do Rio de Janeiro (Ipem/RJ) a relação com os endereços de todos os equipamentos existentes no estado, o nome das empresas responsáveis pela instalação e se estão devidamente aferidos pelo órgão.
 
Publicidade
OS RADARES QUE SERÃO DESLIGADOS

AMARAL PEIXOTO
Publicidade
NITERÓI
RJ 104 - Km 1,5
(Caramujo)
RJ 104 - Km 3,5 (Baldeador) nos dois sentidos

SÃO GONÇALO
RJ 104 - Km 6,5 (Novo México) nos dois sentidos
RJ 104 - Km 9 (Colubandê)
RJ 104 - Km 13 (Jardim Catarina)
RJ 104 - Km 18 (Guaxindiba)
RJ 104 - Km 19,5 (Marambaia)
RJ 106 - Km 1,6 (Arsenal)
RJ 106 - Km 1,7 (Arsenal)
RJ 106 - Km 4,5 (Sete Cruz)
RJ 106 - Km 6,7 (Engenho do Roçado) nos dois sentidos
RJ 106 - Km 8 (Rio do Ouro) nos dois sentidos