Jornalista morre em acidente de moto em Copacabana

Cadu Vieira era dono de uma assessoria de imprensa especializada em esportes. Ele estava de moto com a mulher, Viviane Meireles Vieira, que sofreu alguns hematomas

Por O Dia

Cadu Vieira morreu em um acidente de trânsito em Copacabana, na Zona Sul do Rio
Cadu Vieira morreu em um acidente de trânsito em Copacabana, na Zona Sul do Rio -
Rio - Um jornalista morreu na quarta-feira vítima de acidente de trânsito em Copacabana, Zona Sul do Rio. Carlos Eduardo Santos Vieira , conhecido como Cadu Vieira, era dono de uma assessoria de imprensa especializada em esportes. Ele estava de moto com a mulher, Viviane Meireles Vieira, que sofreu alguns hematomas.
De acordo com a 13ª DP (Ipanema) o caso foi registrado como homicídio culposo na direção de veículo automotor. O acidente se deu entre um ônibus e a motocicleta conduzida pela vítima. A perícia foi realizada no local e o motorista do coletivo e testemunhas foram ouvidas. Agentes analisam imagens e informações e as investigações estão em andamento.
O acidente foi na esquina da Avenida Nossa Senhora de Copacabana e Rua Miguel Lemos.
A mulher do jornalista fez um desabafo nas redes sociais: "Meu amor se foi! Obrigada por tudo, por todo o companheirismo, amizade, cumplicidade, por todo cuidado! Obrigada por 10 anos ao meu lado meu amor! Não te esquecerei jamais. Meu coração está destroçado. Quanta dor!"
Polícia investiga morte de jornalista Rogério Daflon 
A Polícia Civil segue investigando a morte de Rogério Daflon. De acordo com a 9ª DP (Catete), os policiais buscam imagens e testemunhas que levem ao motociclista que atropelou o jornalista sem prestar socorro. Um taxista, que teria passado no local no momento do atropelamento também é procurado pela Polícia Civil para que colabore com informações sobre o homem que feriu o jornalista e fugiu sem ajudá-lo. As denúncias sobre o caso podem ser feitas pelos telefones 2334-2148 / 2334-4126 / 2334-4145 / 98596-7109 (WhatsApp).
O jornalista Rogério Daflon foi enterrado nesta quinta-feira, no Cemitério São Francisco Xavier, no Caju, na Zona Portuária do Rio.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários