Mulher é presa por vender linha chilena na Baixada

Venda e o uso de cerol e linha chilena no estado é proibida

Por O Dia

Carretéis apreendidos com mulher em Duque de Caxias
Carretéis apreendidos com mulher em Duque de Caxias -
Rio - A Polícia Militar prendeu, nesta sexta-feira, uma mulher, que não teve o nome divulgado, pela venda de linha chilena, em Campos Elísios, Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. De acordo com a PM, foram apreendidos 52 carretéis e a suspeita encaminhada para a 60ª DP (Campos Elísios).
No dia 20 de julho, foi aprovada a lei 8.478, de autoria do deputado Marcio Gualberto (PSL), que altera a lei que proíbe a venda e uso do cerol e linha chilena no estado. A nova determinação pune quem porta ou usa substâncias cortantes e, se o infrator for menor de idade, ele e seu representante legal serão notificados para pagar a multa.
Quem quiser denunciar a venda ou consumo das linhas cortantes pode entrar em contato pelo Disque Linha Chilena/Cerol através do 0800.285.2121, criado pela Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara Municipal do Rio para receber denúncias sobre comercialização e uso do produto e também do cerol, que são proibidos por lei. O atendimento é de segunda a sexta das 10h às 17h.

Comentários