Jovens de São Gonçalo fazem vaquinha para participar de festival internacional de dança

Lucas Santos e Isabelle Jandre treinam cerca de dez horas por dia para a competição

Por Nathalia Duarte

Jovens de São Gonçalo fazem vaquinha para participar
Jovens de São Gonçalo fazem vaquinha para participar -
Rio - Das areias de um campo abandonado e dos grupos de funk de São Gonçalo para grandes festivais nacionais e internacionais. É assim que Lucas Santos, de apenas 17 anos, e Isabelle Jandre, de 18, trilham o caminho que poderá levar os jovens a terem uma carreira e viverem da dança. 
Lucas e Isabelle passaram nas etapas classificatórias de dois festivais de balé clássico: O Grand Prix da América Latina, na Argentina e o Grand Prix Brasil, em Florianópolis. Para realizar o sonho de competir nos festivais, os jovens moradores de São Gonçalo fizeram uma vaquinha virtual. No total, eles precisam arrecadar a quantia de R$ 9 mil.
"Nós fizemos os cálculos de passagens, hospedagens, figurinos e deu esse valor. Não queremos nada a mais. É só o necessário para a gente conseguir participar", explica Lucas.
Os dois têm pouco tempo de dança. Lucas começou no balé há dois anos, com a ajuda de vídeos no YouTube. Como não tinha dinheiro para pagar escolas e se aperfeiçoar no estilo, ele treinava em um campo de areia perto de casa. Já Isabelle era dançarina de funk até descobrir nas sapatilhas sua paixão. Mas não há nada de amadorismo nos dois que, após ganhar uma bolsa na Cenarte Dimensões, uma escola de dança de São Gonçalo, os jovens têm nesses festivais a esperança de mudar de vida.
"São competições diferentes. A gente não vai para participar e ganhar prêmios, nem medalhas. Nós vamos porque durante os dias de Grand Prix irão vários olheiros de centros de dança pelo mundo todo. É uma oportunidade de alguma companhia lá de fora nos ver e nos contratar. É uma chance para mudar de vida", conta o bailarino.
Lucas e Isabelle treinam cerca de 10 horas por dia para competir. Durante os dias dos festivais, eles terão aulas e apresentações, nas quais pessoas de diversas partes do mundo, ligadas à dança, estarão de olho nos bailarinos. Por mais que os dois trabalhem nas horas vagas, a ajuda de amigos é fundamental para arrecadar a quantia necessária. 
"Essa vaquinha representa uma oportunidade de conseguir estar numa competição internacional representando nossa cidade, já que não temos condições financeiras de custear toda a viagem. Então estamos contando com essa colaboração para termos a chance de conseguir bolsas internacionais e assim realizarmos nosso sonho de nos profissionalizar na dança e poder trabalhar com o que mais amamos fazer", explica Isabelle.
O Grand Prix da América Latina será realizado dos dias 26 de setembro a 3 de outubro. A versão nacional da competição será do dia 27 de agosto a 1 de setembro. A vaquinha virtual pode receber doações através do link: https://www.vakinha.com.br/vaquinha/655596
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Jovens de São Gonçalo fazem vaquinha para participar Arquivo pessoal
Jovens de São Gonçalo fazem vaquinha para participar Arquivo pessoal