Intenso tiroteio assusta moradores e deixa um morto na Mangueira

Trânsito ficou interditado na Rua Visconde de Niterói por cerca de três horas

Por O Dia

Tiroteio interrompeu, rapidamente, a circulação de trens
Tiroteio interrompeu, rapidamente, a circulação de trens -
Rio - Um intenso tiroteio na manhã desta quarta-feira assustou moradores da comunidade da Mangueira, na Zona Norte do Rio. A base da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Mangueira foi atacada após um confronto entre criminosos e militares durante patrulhamento na localidade Beco da Candelária. Na ação, um suspeito morreu e uma pistola foi apreendida.
Segundo a PM, policiais da UPP, em patrulhamento pela Rua Visconde de Niterói, altura do Beco da Candelária, foram alvo de criminosos armados. Houve confronto e um suspeito morreu. A identidade dele ainda é desconhecida. Equipes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) foram acionados e atuam na comunidade.
Por conta do tiroteio, o Centro de Operações Rio (COR) informou a Rua Visconde de Niterói, uns do acessos à comunidade, ficou interditada cerca de três horas. Tráfego segue intenso, mas sem retenções.
Um registro enviado ao DIA mostra passageiros do trem do ramal Belford Roxo se protegendo no chão do veículo. Procurada, a SuperVia informou que "apenas das 5h51 às 5h56 alguns trens aguardaram ordem de circulação nas imediações das estações Mangueira e Maracanã, em função de tiroteio na região. Neste momento, a SuperVia segue monitorando a situação, mas a circulação está normal".
Passageiros no chão do trem do ramal Belford Roxo - Whatsapp O DIA (98762-8248)
 

Galeria de Fotos

Tiroteio interrompeu, rapidamente, a circulação de trens Adriano Araújo / Agência O DIA
Passageiros no chão do trem do ramal Belford Roxo Whatsapp O DIA (98762-8248)

Comentários