Evento com Witzel é interrompido por manifestação: 'Tem que parar de matar aluno'

Governador respondeu ao protesto com elogios à PM e disse que está no caminho certo

Por MARIA LUISA MELO

Governador Wilson Witzel elogiou a ação da Polícia Militar: 'A Polícia Militar tem agido com profissionalismo'
Governador Wilson Witzel elogiou a ação da Polícia Militar: 'A Polícia Militar tem agido com profissionalismo' -
Rio - Um evento com a presença do governador Wilson Witzel foi interrompido por alguns minutos no início da noite desta quarta-feira. Manifestantes entraram em protesto nos jardins do Palácio Solar do Jambeiro, no Ingá, em Niterói. Gritos de ordem pedem uma revisão na política de segurança que vitimizou seis jovens nos últimos cinco dias: "Tem que parar de matar aluno, governador!". O governador respondeu com elogios à PM e à política de Segurança do seu governo. 
Os policiais expulsaram os manifestantes do evento e fecharam o portão do Solar do Jambeiro, que passara, a protestar do lado de fora. 
Wilson Witzel elogiou a ação da Polícia Militar: "A Polícia Militar tem agido com profissionalismo", disse. O governador disse que não irá rever a política de segurança de seu governo."Não retrocederei. Se retrocedermos, teremos mais gente sendo morta. O roubo de cargas e carros e homicídios e roubo de rua sendo reduzido. Não aceitaremos que bandos de assaltantes estivessem na rua assaltando a população", declarou.
O governador também disse que está "no caminho certo". Ele reafirmou o discurso de Segurança que defende desde a campanha. "É bom ele se render porque senão a gente vai continuar abatendo quem está de fuzil na mão", disse.
A fala do governador foi em resposta ao protesto do lado de fora do Solar do Jambeiro. "Lamento a morte de cinco jovens. Também sou pai, mas na semana passada eu enterrei três policiais. Ninguém aqui apareceu lá", disse, em referência à imprensa.
O secretário de Ordem Pública de Niterói, Paulo Henrique de Moraes, saiu no meio do evento, interrompido pelos protestos.
O governador participava de um evento de assinatura de termos de cooperação para ampliação do programa Niterói Presente e às cessões do prédio da Maternidade Municipal Alzira Reis, em Charitas, e do galpão anexo ao Mercado Municipal Feliciano Sodré, no centro de Niterói.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários