Ministério Público pede manutenção da interdição da Avenida Niemeyer

Peritos judiciais e técnicos do município avaliaram as condições da encosta da via

Por O Dia

Via está fechada desde o dia 28 de maio
Via está fechada desde o dia 28 de maio -
Rio - O Ministério Público do Rio (MPRJ) requereu, nesta segunda-feira, a manutenção da interdição da Avenida Niemeyer. A decisão foi tomada após a via passar por mais uma inspeção no último dia 19. Desta vez, peritos judiciais e técnicos do município, além do desembargador Mauro Pereira Martins, avaliaram as condições da encosta da via para sua possível reabertura.

Na decisão, o MPRJ concluiu a inviabilidade da reabertura da avenida, fechada desde 28 de maio, e destacou pontos do laudo judicial que evidenciam a persistência dos riscos que seriam gerados por eventual abertura da via.
Há dois meses moradores sofrem com interdição
Moradores de São Conrado e da Rocinha, regiões próximas à via, continuam enfrentando problemas para sair e voltar para casa. A via, fechada em julho por meio de uma decisão judicial, foi alvo de uma sequência de deslizamentos de terra nos primeiros meses do ano.
"A situação continua desconfortável para os moradores, apesar de liberarem as vans com trajeto até o início de Copacabana e os micro-ônibus que circulam do Vidigal até o Jardim de Alah. O maior problema são com os moradores que precisam de transporte para os bairros do Jardim Botânico, Humaitá e Botafogo", destaca Márcio Faria, presidente da Associação de Moradores do Vidigal.

Comentários