Moradores relatam abusos em operação no Complexo do Alemão, após morte de cabo

Comando de Operações Especiais está na comunidade com equipes do Bope, Choque e do Batalhão de Ações com Cães desde o início da manhã desta quarta-feira

Por O Dia

Foram apreendidos 649 tabletes
Foram apreendidos 649 tabletes -
Rio - A Polícia Militar faz uma operação nesta quarta-feira no Complexo do Alemão, um dia depois de um cabo da PM ter sido morto na comunidade da Zona Norte do Rio. O Comando de Operações Especiais (COE) está na comunidade na Zona Norte com equipes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), do Batalhão de Polícia de Choque (BPChq) e do Batalhão de Ações com Cães (BAC) desde o início da manhã desta quarta-feira. Até o momento, cerca de uma tonelada de drogas foi apreendida na localidade Fazendinha. Ao todo, foram encontrados 649 tabletes de maconha.
 
 

Galeria de Fotos

Policiais militares fazem, desde a manhã desta quarta-feira, operação no Complexo do Alemão, Zona Norte do Rio Reginaldo Pimenta / Agencia O Dia
Policiais militares fazem, desde a manhã desta quarta-feira, operação no Complexo do Alemão, Zona Norte do Rio Reginaldo Pimenta / Agência O Dia
O cabo Rafael dos Santos Neves, 39, estava na corporação desde junho de 2009. O policial deixa esposa, um filho e um enteado Reprodução
O ativista do Complexo do Alemão Raull Santiago denuncia que, na localidade das Casinhas, a polícia revista casas de moradores com atitude agressiva. Ele diz que recebe mensagem de moradores sobre violações de direitos de moradores em suas casas.
A página 'Voz das Comunidades' também registra que moradores relatam que policiais estão ameaçando levar para averiguação aqueles que estiverem sem documento de identificação.
A reportagem aguarda posicionamento da Polícia Militar sobre as denúncias de violações.
Policial foi morto na comunidade
Um policial militar morreu e outros dois ficaram feridos, na tarde de terça-feira, durante um intenso confronto no Complexo do Alemão. De acordo com a Polícia Militar, as vítimas são da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Fazendinha e foram atacados por criminosos. Rafael dos Santos Neves foi baleado no peito, socorrido para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Alemão, mas não resistiu. Os outros dois militares foram socorridos e encaminhados para o Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha, e estão estáveis.
O cabo Neves tinha 39 anos e estava na corporação desde junho de 2009. O policial deixa esposa, um filho e um enteado.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários