Após boato de que seria 'estuprador', PM é torturado e morto na Baixada Fluminense

Filipe Araújo de Assis foi encontrado na área rural de Queimados, na sexta-feira

Por O Dia

O policial militar Filipe Araújo de Assis foi morto na área rural de Queimados, na Baixada Fluminense
O policial militar Filipe Araújo de Assis foi morto na área rural de Queimados, na Baixada Fluminense -
Rio - O policial militar Filipe Araújo de Assis foi encontrado morto na área rural de Queimados, na Baixada Fluminense, na sexta-feira. Ele era lotado na UPP Pavão-Pavãozinho. 
Policiais da Delegacia de Homicídio da Baixada Fluminense (DHBF) prenderam em flagrante Júlio César de Lira Alves. Ele é apontado como um dos autores do homicídio. As investigações apontaram que Júlio, junto com seu irmão Tiago Petronio de Lira Alves e de um terceiro indivíduo, conhecido como “None”, torturaram e atiraram contra a vítima. O crime foi motivado após a mulher de Julio Cesar divulgar uma informação de que Filipe seria um "estuprador". 
Julio vai responder pelos crimes de homicídio qualificado e posse irregular de munição de calibre permitido. Ele foi encaminhado à SEAP , onde ficará a disposição do Poder Judiciário.
O policial militar foi enterrado neste sábado no Cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, na Zona Oeste do Rio.

Comentários