Polícia começa reconstituição de morte de pastor na casa de Flordelis

Agentes da DHNSGI chegaram ao local por volta das 21h40

Por O Dia

Anderson com Flordelis: pastor foi morto na madrugada de 16 de junho
Anderson com Flordelis: pastor foi morto na madrugada de 16 de junho -
Rio - Policiais da Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSGI) fazem, na noite deste sábado, a reconstituição da morte do pastor Anderson do Carmo, em Pendotiba, Niterói, na Região Metropolitana. No local, estão a deputada Flordelis (PSD) e outras 13 pessoas, incluindo filhos da parlamentar. O religioso foi morto a tiros em 16 de junho.

Flávio Rodrigues, filho biológico de Flordelis, é apontado pelos agentes como o autor dos disparos que matou Anderson e Lucas de Souza, adotado, é suspeito de conseguir a arma do crime. Ambos são réus e terão que aguardar o julgamento pelo assassinato em regime fechado. Os dois estão presentes na casa, mas podem recusar participação na reconstituição.
Os agentes buscam saber quem é o mandante e o motivo da morte do pastor. Flávio e Lucas são acusados de homicídio triplamente qualificado (motivo torpe, meio cruel e impossibilidade de defesa da vítima), com pena prevista de 12 a 30 anos. 

Comentários