Governo do Rio lamenta morte da menina Agatha e defende trabalho da polícia

Em comunicado oficial, Governo do Rio comentou ação da polícia e disse que a política de segurança é baseada em "inteligência e investigação"

Por iG

Governador Wilson Witzel
Governador Wilson Witzel -
Rio - Em nota oficial publicada nas redes sociais neste domingo (22), o Governo do Rio de Janeiro se pronunciou sobre a ação na polícia na última sexta-feira (20), que resultou na morte de uma menina de oito anos.
"O Governo do Estado lamenta profundamente a morte da menina Agatha, assim como a de todas as vítimas inocentes, durante ações policiais", diz o comunicado. Ainda na rede social, o perfil do Governo do Rio afirma que o trabalho da polícia é "é baseada em inteligência, investigação e reaparelhamento das polícias".
A nota ainda afirma que o trabalho policial "segue protocolos rígidos com a preocupação de preservar vidas", e aponta que, desde que Wilson Witzel (PSC) os homicídios dolosos diminuíram 21% (menos 744 mortes), o menor índice desde 2013.
Sobre a ação de sexta-feira, que resultou na morte de Ágatha Félix, o Governo do Rio de Janeiro afirmou que "criminosos realizaram ataques simultâneos em diversas localidades do Complexo do Alemão. Policiais da UPP Fazendinha revidaram à agressão e, após confronto, foram informados por moradores que a menina tinha sido atingida e levada para o Hospital Getúlio Vargas". Witzel ainda não se pronunciou sobre a ação da polícia.
Ministro Sergio Moro
Na tarde deste domingo (22), o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, se manifestou sobre a morte de Agatha Félix, 8 anos, alvejada por um tiro nas costas quando retornava para casa no Rio.
A nota divulgada pela assessoria de imprensa afirma: "O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, lamenta profundamente a morte da menina Ágatha e confia que os fatos serão completamente esclarecidos pelas autoridades do Rio de Janeiro. O governo federal tem trabalhado duro para reduzir a violência e as mortes no país, e para que fatos dessa espécie não se repitam".
Ministro Gilmar Mendes
Gilmar Mendes foi mais uma figura pública a falar sobre a ação policial que resultou na morte da menina de oito anos no Rio de Janeiro. Neste domingo (22) o ministro do Supremo Tribunal Federal usou o Twitter para dizer que a situação é “alarmante”.

“Os casos de mortes resultantes de ações policiais nas favelas são alarmantes. Ágatha é a quinta criança morta em tiroteios no RJ neste ano. Ao total, 16 foram baleadas no período”, escreveu Gilmar Mendes .


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários