Polícia estoura 'shoppings da milícia' de Ecko e apreende sete toneladas de produtos falsos

Material foi encontrado em depósitos de Campo Grande e foi avaliado em até R$ 4 milhões pelo valor final dos produtos

Por RAI AQUINO

Material apreendido na Rua Campo Grande
Material apreendido na Rua Campo Grande -
Rio - A megaoperação que o Departamento Geral de Polícia Especializada (DGPE) faz, nesta quarta-feira, contra o braço financeiro da milícia Wellington da Silva Braga, o Ecko, estourou, até agora, dois "shoppings da milícia" em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio. Ao todo, já foram apreendidas mais de sete toneladas de produtos falsos, dentre roupas, calçados e brinquedos. Três pessoas foram detidas durante a ação.
Os depósitos foram descobertos por policiais civis da Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Propriedade Intelectual (DRCPIM). Um fica na Estrada do Cabuçu e o o outro na Rua Campo Grande.
De acordo com o titular da DRCPIM, o delegado Maurício Demétrio, a apreensão causou um prejuízo de até R$ 4 milhões pelo valor final dos produtos aos falsificadores. 
"É um baque financeiro bem razoável para eles", Demétrio destaca. "Essa apreensão surgiu de uma investigação em que estávamos fazendo um levantamento determinado pelo secretário de Polícia Civil (delegado Marcus Vinícius de Almeida Braga)".

Galeria de Fotos

Material apreendido na Rua Campo Grande Divulgação / Polícia Civil
Material apreendido na Rua Campo Grande Divulgação / Polícia Civil
Material apreendido na Rua Campo Grande Divulgação / Polícia Civil
Material apreendido na Rua Campo Grande Divulgação / Polícia Civil
Material apreendido na Rua Campo Grande Divulgação / Polícia Civil
Material apreendido na Rua Campo Grande Divulgação / Polícia Civil
Material apreendido na Rua Campo Grande Divulgação / Polícia Civil
'Shopping da milícia' encontrado pela DRCPIM em Campo Grande Divulgação / Polícia Civil
'Shopping da milícia' encontrado pela DRCPIM em Campo Grande Divulgação / Polícia Civil
'Shopping da milícia' encontrado pela DRCPIM em Campo Grande Divulgação / Polícia Civil
'Shopping da milícia' encontrado pela DRCPIM em Campo Grande Divulgação / Polícia Civil
'Shopping da milícia' encontrado pela DRCPIM em Campo Grande Divulgação / Polícia Civil
'Shopping da milícia' encontrado pela DRCPIM em Campo Grande Divulgação / Polícia Civil
'Shopping da milícia' encontrado pela DRCPIM em Campo Grande Divulgação / Polícia Civil
A operação de hoje é feita por quatro especializadas do DGPE e comandada pela Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA), que está em Santa Cruz, também na Zona Oeste. Lá, a DRFA faz um pente-fino no transporte alternativo da região para encontrar irregularidades. 
A ação também conta com policiais da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) e do Departamento Geral de Combate à Corrupção, ao Crime Organizado e à Lavagem de de Dinheiro (DGCOR-LD).
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários