Por O Dia
Rio - Suspeito de integrar uma milícia que atua em Araruama, na Região dos Lagos, o policial militar Maicon de Souza Ribeiro, foi preso, na manhã desta quarta-feira, por agentes da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco). Um ex-PM e um outro homem também foram presos por possível envolvimento na mesma organização criminosa.

Em outra ação da Polícia Civil, realizada pela Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas (DRFC), um policial militar também estava entre os presos. A operação acontece no Complexo do Chapadão, na Zona Norte do Rio.

AÇÃO CONTRA MILÍCIA EM ARARUAMA

De acordo com as investigações da Draco, o grupo paramilitar que atua em Araruama comete inúmeros crimes, tais como roubos, extorsões e sequestros. A operação, que contou com o apoio da Coordenadoria de Segurança e Inteligência do Ministério Público (CSI/MPRJ) e de policiais da 118ª DP (Araruama), tinha o objetivo de cumprir cinco mandados de prisão, além de seis mandados de busca e apreensão em endereços residenciais na cidade.

Além do policial Maicon, o ex-PM Marcos André Rodrigues Glória Machado e um homem identificado como Michel de Souza Ribeiro, que também eram alvos da ação, foram capturados. Uma pistola calibre 380 e celulares foram apreendidos durante a operação.

PMs da 2ª Delegacia de Polícia Judiciária Militar (DPJM) também apoiaram a ação por conta do envolvimento de Maicon.

O delegado Gabriel Ferrando, titular da Draco, garantiu que as investigações policiais continuam e, visam agora, identificar outros integrantes, além da destinação de eventual renda obtida com a prática dos ilícitos pela quadrilha.