Duas pessoas morrem soterradas em obra em Paciência

Raphael Carvalho e Douglas Gouvea morreram no local

Por O Dia

Deslizamento de terra deixa mortos
Deslizamento de terra deixa mortos -
Rio - Dois operários morreram soterrados, na tarde desta quarta-feira, após um deslizamento de terra em uma obra em Paciência, na Zona Oeste do Rio. As vítimas foram identificadas como Raphael Carvalho, 34 anos, e Douglas Gouvea, de 38 anos.
Os homens eram funcionários de uma empresa terceirizada que fazia uma obra de implantação do coletor do tronco de esgoto de Santa Cruz para a prefeitura. 
De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, os operários faziam uma escavação para construir uma galeria ou valão quando a terra caiu sobre eles. A corporação foi acionada às 16h55 para a ocorrência na Rua Pedra Azul.
Bombeiros do quartel de Santa Cruz, com apoio do quartel de Campo Grande, atuaram no local. No entanto, os homens já foram encontrados sem vida. 
Em nota, a Fundação Rio-Águas lamentou o ocorrido. "Infelizmente, houve um escorregamento de material (terra) sobre dois operários (o efetivo da equipe naquele momento era de dez pessoas) que estavam trabalhando no local, ocorrendo o óbito dos mesmos. A Fundação sente muito pelo acontecido e dará total apoio às famílias", disse a pasta, no texto. 

Segundo a Rio-Águas, havia escoramento no local e os funcionários usavam o EPI (equipamentos de proteção individual) no momento do acidente. A Fundação Rio-Águas informou que já notificou o Consórcio DPG Santa Cruz, responsável pela obra, para prestar esclarecimentos sobre o ocorrido e segue acompanhando o caso.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Rua Pedra Azul Reprodução Google Street View
Deslizamento de terra deixa mortos Reprodução

Comentários

Últimas de Rio de Janeiro