#EuNãoVouMeCalar: 1º Fórum Internacional Sócio-Cultural de Debate sobre Abuso Sexual e Violência Contra as Mulheres acontece no Vivo Rio

Evento será realizado nos dias 30 e 31; Inspirado pela pauta de "Políticas Públicas para as Mulheres Brasileiras", o fórum contará com palestrantes de diversas áreas, incluindo Ivani Serebrenic, Chanceler da Paz Mundial, como anfitriã

Por O Dia

-
Rio - Concebido no intuito de debater o problema da violência contra a Mulher e trazer reflexões por meio de diversas formas de arte e exemplos de superação, o 1º Fórum Internacional Sócio-Cultural de Debate sobre o Abuso Sexual e Violência Contra as Mulheres, acontecerá durante os dias 30 e 31 de outubro, no Vivo Rio, no Rio de Janeiro.
O evento terá como anfitriã uma importante personagem nessa batalha. Ivani Serebrenic foi a primeira das 39 vítimas de estupro pelo ex-médico Roger Abdelmassih, a vir a público e a denunciá-lo. Hoje, Chanceler da Paz Mundial, Ivani dedica-se a ajudar pessoas por meio da sua experiência de vida e diz que o evento virá para tirar seu discurso do papel e promover mudanças: "A abordagem desse tema é um abismo vivenciado por muitas mulheres. Estou certa de que tiraremos do papel esse discurso e que o tempo de promover mudanças é agora. Muitas vezes me senti culpada, humilhada, envergonhada e dentro da minha crença, até esquecida pelo Ser Superior. Resolvi parar e cheguei a uma conclusão: eu fui vítima, mas não sou coitada. Tenho direitos e deveres. A minha primeira decisão foi: EU NÃO VOU ME CALAR. Comecei a dividir a minha dor e na medida que eu dividia, foram sobrando apenas fragmentos, aos poucos tudo foi substituído pelo prazer em ajudar outras mulheres, e assim como eu fiz, todas podem fazer. Eu estou aqui para mostrar o caminho."
Sobre o evento
A ideia é trazer reflexão e de fato auxiliar mulheres de todas as classes sociais. Através de palestras ministradas por autoridades no assunto como Eliane Potiguara, Tia Má e a própria Ivani Serebrenic, serão promovidos debates com o intuito de dialogar e refletir sobre as questões da violência contra a mulher.
Convidados especialistas embasarão a discussão. Intervenções culturais e um show especial surpresa, prometem um ambiente de acolhimento e equidade ao público.
Temas abordados
Os mais diversos temas dentro do assunto central serão abordados. Com o intuito de trazer suporte a mulheres que sofreram traumas em ambientes violentos, o debate mediado por Alê Saraceni contará a história de mulheres que superaram seus agressores e hoje são empresárias, ativistas e empreendedoras de sucesso, na mesa "A Diversidade e o Empreendedorismo Feminino Após os Traumas".
Um estudo com base em dados do Ministério da Saúde revelou que mulheres brasileiras expostas à violência física, sexual ou mental têm um risco de mortalidade oito vezes maior do que o restante da população feminina. Baseado nesses dados, Alessandra Calabresi, Presidente da Comissão da Mulher, mediará o debate "Assédio ou estupro: As estatísticas sobre a violência feminina".
Além disso, temas como "A Juventude na Era Digital e as Fake News", mediado pela Atriz, Embaixadora da  Paz e Psicanalista Maria Paula, abrangendo campanhas como a "Mexeu com uma, mexeu com todas" e a "Não é não", amplamente divulgadas nas redes sociais, e "Saúde Mental", onde serão discutidas questões como violência obstétrica, formação de personalidade e psicologia feminina, mediados por Valéria Afonso, tornam o evento ainda mais atual e necessário.
Nas mãos da anfitriã estão os debates "Os Direitos Humanos Ao Redor Do Mundo", que abrirá o evento, trazendo vários convidados Internacionais como Antônio Torres, que é o Presidente do Comité Internacional dos Direitos Humanos do Equador. E para encerrar "O Papel Da Sociedade Civil Para Com O Estado", que mostrará o papel crucial da sociedade civil na temática, adentrando questões como a Lei Maria da Penha e seus desmembramentos nos diversos tipos de violência contra as mulheres.
"Para mim será um momento de celebração, um avanço, onde teremos a oportunidade de gerar discussão para uma normatização de políticas públicas. A abordagem desse tema é um abismo vivenciado por muitas mulheres, estou certa que tiraremos do papel o discurso, acredito que o tempo é agora, de promover mudanças e impor responsabilidades. Chega de impunidade", afirma Ivani.

Para mais informações sobre o Fórum:
www.eunaovoumecalar.com
www.facebook.com/eunaovoumecalaroficial
www.instagram.com/eunaovoumecalaroficial
www.twitter.com/eunaovoumecalar

Serviço:
Datas: Quarta-feira, 30 de outubro
Quinta-feira, 31 de outubro
Horário: 8h – 20h
Local: Vivo Rio - Av. Infante Dom Henrique, 85 - Parque do Flamengo - Glória
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários

Últimas de Rio de Janeiro