Homem é preso durante lançamento do programa Botafogo Presente

João Victor de Souza Melo, de 19 anos, tinha mandado de prisão por furto e foi levado para a 10º DP (Botafogo)

Por Thuany Dossares

Mais recente inauguração, o Botafogo Presente teve até prisão no primeiro dia de atuação dos agentes
Mais recente inauguração, o Botafogo Presente teve até prisão no primeiro dia de atuação dos agentes -
Rio - Momentos antes da cerimônia de lançamento do programa Botafogo Presente, na Zona Sul do Rio, na manhã desta terça-feira, agentes que servirão ao projeto prenderam um jovem que estava foragido da justiça. A prisão aconteceu na Praça Nelson Mandela, mesmo local do evento, que contou com a presença do governador Wilson Witzel. Identificado como João Victor de Souza Melo, de 19 anos, tinha mandado de prisão por furto e foi levado para a 10º DP (Botafogo).
Segundo os agentes, João Victor correu ao ver os policiais militares e, na abordagem, constataram o mandado em aberto. Ele já tinha cinco passagens por furto.
Cerca de 46 agentes atuarão, por dia, em toda enseada de Botafogo, da Rua São Clemente a´te o Hospital Samaritano, Rua Dona Mariana até a Voluntários da Pátria e toda Voluntários. No entanto, o programa não cobre a área do Rio Sul e Cemitério São João Batista. 
A Operação Segurança Presente é um programa de patrulhamento complementar ao policiamento feito pelos batalhões. Atualmente, está presente em 12 bairros e dois municípios: Botafogo, Lapa, Centro, Aterro do Flamengo, Lagoa, Ipanema, Leblon, Tijuca, Méier, Laranjeiras, Bangu, Copacabana, Nova Iguaçu e Niterói, estes dois últimos por convênio com as respectivas prefeituras. A equipe é integrada por policiais militares, agentes civis (egressos das Forças Armadas) e assistentes sociais.
Guerra no Complexo da Pedreira
O governador do Rio, Wilson Witzel, comentou nesta sexta-feira, durante o lançamento do programa Botafogo Presente, sobre a guerra de facções que deixou inocentes no meio do fogo cruzado, na tarde de ontem, no Complexo da Pedreira. Segundo ele, os criminosos são "terroristas" que usam a população de escudo. Questionado sobre a polícia não agir sabendo com antecedência do plano de invasão, o governador não comentou. Pelo menos duas pessoas foram vítimas de balas perdidas.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Mais recente inauguração, o Botafogo Presente teve até prisão no primeiro dia de atuação dos agentes Agência O DIA
Cerimonia de lançamento do programa Botafogo Presente Agência O DIA
Cerimonia de lançamento do programa Botafogo Presente Agência O DIA
Cerimonia de lançamento do programa Botafogo Presente Agência O DIA
Cerimonia de lançamento do programa Botafogo Presente Agência O DIA

Comentários

Últimas de Rio de Janeiro