Proeis em Itaguaí: 30 policiais militares a mais vão reforçar o policiamento diário na cidade

O convênio foi firmado entre a Prefeitura da cidade e a Secretaria de Estado de Polícia Militar

Por O Dia

A Prefeitura de Itaguaí já disponibilizou oito e está finalizando a aquisição de seis motocicletas para atuar no policiamento
A Prefeitura de Itaguaí já disponibilizou oito e está finalizando a aquisição de seis motocicletas para atuar no policiamento -
Rio - A partir desta segunda-feira, os moradores de Itaguaí, na Baixada Fluminense, passarão a contar com reforço na segurança. Divididos em duas turmas, 30 policiais militares vão participar diariamente o policiamento da cidade.
O convênio foi firmado entre a Prefeitura da cidade e a Secretaria de Estado de Polícia Militar para ampliar o policiamento preventivo em áreas urbanas, através do Programa Estadual de Integração na Segurança (Proeis). Além de arcar com a remuneração dos policiais para prestar serviço em dias de folga, a Prefeitura de Itaguaí já disponibilizou oito viaturas e está finalizando a aquisição de seis motocicletas para atuar no policiamento. Também foi adquirida uma picape para o serviço de supervisão.
Para o Comando do 24º BPM (Itaguaí), o emprego de mais 30 policiais militares por dia vai acelerar a redução dos índices criminais o município, pois contará com mais recursos humanos e materiais para planejar o policiamento em locais e horários com base na leitura da mancha criminal.
Entre janeiro e agosto deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado, os indicadores de homicídio doloso registraram uma queda de 46,5%, os de roubo de veículos de 16% e os de roubo de carga de 38%. O reforço no policiamento preventivo vai impactar bastante também nos indicadores de roubos de rua, que tem apresentado um ritmo de queda mais lento.
Os convênios entre a Corporação e prefeituras da Região Metropolitana e do interior do estado têm sido estimulados pelo Secretário de Estado de Polícia Militar, Comandante Rogério Figueredo de Lacerda, como estratégia de segurança pública. Os convênios através do Proeis geram benefícios para todos – para a cidade, incluindo moradores, visitantes, administradores públicos e empresários; e para os policiais militares, que passam a contar com remuneração extra, sem precisar recorrer à prestação de serviços informais, que são inseguros tanto do ponto de vista operacional quanto do ponto de vista jurídico.
Durante o 1º Encontro de Segurança Pública do Norte e Noroeste Fluminense, promovido no início de setembro na Câmara de Diretores Lojistas de Campos, o Secretário Rogério Figueredo defendeu a expansão dos convênios como estratégia de segurança pública. "Aliada a outras estratégias, a parceria da Polícia Militar com prefeituras tem sido fundamental para a redução de indicadores criminais. Nossa ideia é expandir o Proeis em áreas adequadas a este modelo de policiamento preventivo e de proximidade, ou seja, onde há concentração urbana alta, como centros comerciais, por exemplo".
De acordo com a Coordenadoria de Programa Estadual de Integração na Segurança (CPROEIS), estão em vigor 36 convênios – 18 com prefeituras municipais e 18 com outras instituições públicas e privadas que exercem função importante para a coletividade, como universidades, concessionárias de transporte e grandes empresas de prestação de serviço.
Os convênios do Proeis e os serviços extras prestados através do RAS (Regime Adicional de Serviço) possibilitam hoje uma média de dois mil policiais militares por dia no policiamento preventivo e ostensivo em todo território estadual.

Comentários