Polícia Civil faz operação para combater milícia que atua na Baixada Fluminense

Segundo a Delegacia de Homicídios da Baixada (DHBF), eles são responsáveis por assassinatos, extorsões e explorações na região. Três pessoas foram presas e quatro armas foram apreendidas

Por O Dia

Armas apreendidas em operação contra milícia que atua em Austin, em Nova Iguaçu
Armas apreendidas em operação contra milícia que atua em Austin, em Nova Iguaçu -
Rio - Policiais da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) realizam, na manhã desta quarta-feira, uma operação para combater uma milícia que atua em Austin, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Os cerca de 130 agentes cumprem 43 mandados de busca e apreensão. Três pessoas foram presas, uma delas um homem em flagrante por porte ilegal de arma de fogo. Quatro armas foram apreendidas.
Segundo a DHBF, a milícia alvo da ação é responsável por diversos homicídios na região, inclusive nos últimos meses. De acordo com as investigações, o grupo faz extorsões e exploração de serviços ilegais, como a disputa por pontos de mototáxi na Praça do Batuta e na Biquinha, ambos em Austin.
Além dos cerca e 130 agentes, participam da ação cinco delegados, do apoio da Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) e da Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSGI), totalizando 43 equipes. Os mandados visam apreender armas de fogo, documentos e outros indícios e provas de crimes.
Homem foi preso em flagrante por porte ilegal de arma de fogo em ação contra milícia em Nova Iguaçu - Divulgação

Galeria de Fotos

Armas apreendidas em operação contra milícia que atua em Austin, em Nova Iguaçu Divulgação
Operação contra milícia em Austin, Nova Iguaçu, é realizada pela Delegacia de Homicidios da Baixada Fluminense, com apoio da DH-Capital e a DHNSGI Armando Paiva / Arquivo / Agência O Dia
Homem foi preso em flagrante por porte ilegal de arma de fogo em ação contra milícia em Nova Iguaçu Divulgação

Comentários