Descaso continua no bairro Frigorífico, em Nilópolis

Problemas ainda sem solução: parque de eventos continua abandonado. E Casa da Luta permanece fechada

Por Aline Cavalcante

Lixo e mato: o Centro Municipal de Eventos virou risco para segurança dos moradores da região
Lixo e mato: o Centro Municipal de Eventos virou risco para segurança dos moradores da região -

Rio - Há oito meses, O DIA no seu Bairro fez a primeira visita ao bairro Frigorífico, em Nilópolis, na Baixada Fluminense. À época, problemas como falta de poda das árvores, falta de água, e, a maior reclamação dos moradores, o parque de eventos abandonado, atormentavam a rotina de que vivia na região. Apesar de prometer mudanças, a prefeitura não cumpriu com os prazos prometidos.

Espaço que deveria ser usado para lazer e esportes, o parque de eventos se transformou em depósito de lixo e cenário de destruição. O local representa risco para os moradores da região, que relatam assaltos e outras situações perigosas. O parque foi inaugurado em 2006, mas está há anos abandonado.

"O parque de eventos está abandonado e destruído. O local é aberto, cheio de mato, lixo e escuro", diz a aposentada Iraci Camargo, 58.

Um morador que não quis se identificar mostra-se preocupado. "É um perigo. Há muitos assaltos, os bandidos se escondem no matagal. Vivemo com medo, isso tem que mudar".

Outro morador, que também pediu anonimato, diz que é comum a presença de usuários de drogas. "A prefeitura ergueu a estrutura e largou este elefante branco aquii. Se eles não podem terminar a obra, que, ao menos, cerquem o terreno e coloquem vigilância. Isso é o mínimo", exige.

O mesmo abandono acontece com a Casa da Luta, com obra inacabada, mesmo a prefeitura de Nilópolis tendo prometido a abertura até o final do primeiro semestre. "Virou uma obra sem função porque até hoje o local está desativado", revela Delmo da Silva Júnior, 36.

Novas promessas

A Prefeitura de Nilópolis informou o mesmo que afirmou há oito meses: que busca recursos junto aos governos estadual e federal para reativar o parque e, mais uma vez afirmou que, apesar do cenário encontrado pela equipe do DIA, faz a manutenção básica do espaço.

Em relação à iluminação nas imediações do parque, a prefeitura afirma que técnicos irão ao local para uma vistoria.

Sobre assaltos, a PM disse que o 20º BPM (Mesquita) realiza patrulhamento de maneira ostensiva.

 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Lixo e mato: o Centro Municipal de Eventos virou risco para segurança dos moradores da região Marcio Mercante / Agencia O Dia
Rio de Janeiro, 22/02/2019, sexta feira - O dia no seu bairro - Cidade Nova no municipio de Nilopolis, centro de eventos abandonado. Foto: Marcio Mercante / Agencia O Dia. Marcio Mercante / Agencia O Dia
Rio de Janeiro, 22/02/2019, sexta feira - O dia no seu bairro - Cidade Nova no municipio de Nilopolis, centro de eventos abandonado. Foto: Marcio Mercante / Agencia O Dia. Marcio Mercante / AgÊncia O Dia
Quadra e banheiros estão depredados. Local tem infiltração Marcio Mercante / Agencia O Dia
Rio de Janeiro, 22/02/2019, sexta feira - O dia no seu bairro - Cidade Nova no municipio de Nilopolis, centro de eventos abandonado. Foto: Marcio Mercante / Agencia O Dia. Marcio Mercante / Agencia O Dia
Iraci Camargo quer limpeza, manutenção e reativação do parque de eventos Marcio Mercante / Agencia O Dia
Delmo da Silva pede abertura da Casa da Luta e mais segurança na região Marcio Mercante / Agencia O Dia

Comentários

Últimas de Rio de Janeiro