Bombeiros morrem durante incêndio na whiskeria Quatro por Quatro, no Centro do Rio

Corporação foi acionada por volta de 11h25 e segue atuando no local

Por Bernardo Costa , Maria Inez Magalhães e Renan Schuindt

Incêndio atingiu a Quatro por Quatro, no Centro do Rio
Incêndio atingiu a Quatro por Quatro, no Centro do Rio -
Rio - Três bombeiros morreram durante um incêndio que atingiu Whiskeria Quatro por Quatro, na Rua Buenos Aires 44, no Centro do Rio, nesta sexta-feira. A informação foi confirmada pelo Corpo de Bombeiros. Eles chegaram a ser socorridos para o Hospital Municipal Souza Aguiar e para o hospital da corporação, mas não resistiram. Inicialmente, a Defesa Civil informou que quatro militares não resistiram aos ferimentos. No entanto, técnicos do órgão corrigiram a informação e a atualizaram para três militares mortos e um gravemente ferido. 

Galeria de Fotos

Prédio pegou fogo na Rua Buenos Aires, esquina com a Rio Branco, no Centro do Rio, nesta sexta-feira, (18) Cleber Mendes/Agência O Dia
Prédio pegou fogo na Rua Buenos Aires, esquina com a Rio Branco, no Centro do Rio Cleber Mendes
Prédio pegou fogo na Rua Buenos Aires, esquina com a Rio Branco, no Centro do Rio Cleber Mendes/Agência O Dia
Prédio pegou fogo na Rua Buenos Aires, esquina com a Rio Branco, no Centro do Rio Cleber Mendes/Agência O Dia
Prédio da boate fica na Rua Buenos Aires, no Centro Cleber Mendes
Prédio pegou fogo na Rua Buenos Aires, esquina com a Rio Branco, no Centro do Rio Cléber Mendes / Agência O Dia
Prédio pegou fogo na Rua Buenos Aires, esquina com a Rio Branco, no Centro do Rio Cleber Mendes/Agência O Dia
Prédio pegou fogo na Rua Buenos Aires, esquina com a Rio Branco, no Centro do Rio Cleber Mendes/Agência O Dia
Prédio pegou fogo na Rua Buenos Aires, esquina com a Rio Branco, no Centro do Rio Cleber Mendes/Agência O Dia
Prédio pegou fogo na Rua Buenos Aires, esquina com a Rio Branco, no Centro do Rio, nesta sexta-feira, (18). Foto: Cleber Mendes/Agência O Dia Cleber Mendes/Agência O Dia
Luiz Tinoco, tio do bombeiro Klerton Renan Schuindt / Agência O Dia
Incêndio na whiskeria Quatro por Quatro Reprodução
Incêndio foi percebido em diversas áreas no Centro do Rio Reprodução
Incêndio foi percebido em diversas áreas no Centro do Rio Reprodução
Incêndio atinge whiskeria Quatro por Quatro, no Centro Reprodução
Incêndio atingiu a Quatro por Quatro, no Centro do Rio Reprodução Google Maps
Os familiares das vítimas foram às unidade de saúde. Segundo bombeiros, que não quiseram se identificar, o que aconteceu foi uma fatalidade. "Todos eram bombeiros muito experientes, muito técnicos, tinham muito conhecimento sobre combate a incêndio. Foi uma fatalidade que aconteceu, o teto que desabou e matou os quatro. Eram agentes muito experientes", disse um militar. 
Luiz Tinoco, tio do militar identificado Klerton, foi para o Hospital Souza Aguiar, mas o sobrinho está no Hospital dos Bombeiros. Na rede municipal, ele foi informado que o sobrinho não resistiu, mas ainda segue com esperança. "Ficamos surpresos com a notícia e assim que soubemos corremos pra cá (Souza Aguiar). Meu sobrinho era um bombeiro experiente, sabia trabalhar bem", disse emocionado. 
Luiz Tinoco, tio do bombeiro Klerton - Renan Schuindt / Agência O Dia
O administrador Marcio Bonan, que trabalha perto da Whiskeria, contou que o foco do incêndio parecia ser pequeno no começo e que a brigada de incêndio da Transpetro alertou os funcionários. "Cheguei a ver cerca de 10 pessoas saindo pelos fundos da Quatro por Quatro. Elas não estavam tossindo e não pareciam que tinham inalado fumaça. As meninas pareciam desorientadas e estavam muito abaladas. Algumas chorando".
Ainda segundo Marcio, o incêndio tomou uma proporção maior após a saída dos funcionários. "No inicio, parecia algo pequeno. Mas cresceu de repente. Eu acho que isso aconteceu porque tem muito material inflamável lá dentro. Tanto que os bombeiros estão combatendo o incêndio até agora".
Já Vanessa Ferraz chegou ao local desesperada, nervosa e chorando muito. Ela é irmã do militar Rodolfo Ferraz, do quartel Central, e viu a notícia das mortes dos bombeiros pela internet. Desesperada, ela foi saber se o irmão era uma das vítimas, mas encontrou o irmão em segurança. E deram um rápido abraço emocionado. "Na notícia não dizia o nome dos bombeiros. Eu estava numa apresentação da escola da minha filha e vim correndo. Mas, graças a Deus, está tudo bem com meu irmão". 
Bombeiros são resgatados em incêndio na whiskeria Quatro por Quatro, assista!
Em nota, o Corpo de Bombeiros informou que a corporação vai abrir uma sindicância para apurar as causas do ocorrido. Equipes de assistentes sociais já estão em contato com os familiares das vítimas. "O CBMERJ está consternado com a notícia e se solidariza com parentes, amigos e colegas de farda", diz a nota.
Em nota, o governador Wilson Witzel lamentou as mortes e decretou luto de três dias. "Quero manifestar meu pesar. Foram heróis que perderam suas vidas cumprindo o seu dever. Ordenei rigorosa apuração de todos os fatos que ocorreram durante o combate ao incêndio e que resultaram nesta tragédia. Presto solidariedade às famílias das vítimas. Que Deus os receba e abençoe", disse o governador".
A história da casa
Inaugurada em 1995, a Whiskeria Quatro por Quatro é referência em "entretenimento para homens" no Centro do Rio de Janeiro, segundo a descrição da casa em uma rede social. A casa tem quatro andares, boates, saunas e bares. "Com ambientes sofisticados e atendimento personalizado, a casa recebe diariamente executivos, artistas e turistas à procura de um local descontraído onde possam se divertir, apreciando uma boa dose Whisky, deliciosos petiscos e outras coisinhas mais", diz o texto de divulgação.

O nome da casa ficou famoso nacionalmente ao ser citado em um dos sucessos de Mr. Catra, o funk "Adultério", versão da música "Tédio", do grupo Biquini Cavadão. Catra faleceu em setembro do ano passado em decorrência de um câncer gástrico.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários

Últimas de Rio de Janeiro