PM morre durante ataque de bandidos na Baixada

O cabo Leandro Augusto Corrêa foi ferido na comunidade do Dique, em São João de Meriti

Por O Dia

O cabo Leandro Augusto Corrêa morreu na noite deste domingo
O cabo Leandro Augusto Corrêa morreu na noite deste domingo -
Rio - O cabo da PM Leandro Augusto Correa, de 37 anos, morreu baleado, na noite deste domingo, durante um ataque de bandidos na comunidade do Dique, que fica no município da Baixada Fluminense. O caso aconteceu por volta das 21h, na esquina da Rua Tucão com a Recife, quando uma equipe do Grupamento de Ações Táticas (GAT) do 21º BPM (São João de Meriti) estava na região.
De acordo com a Polícia Militar, os agentes deram ordem de parada para homens armados que estavam em um Chevrolet Prisma prata em direção à comunidade. Neste momento, suspeitos em quatro motos saíram da favela e atiraram em direção aos PMs.
Foi quando o cabo Corrêa foi baleado. Ele foi levado pelos colegas para o Hospital Municipal de Belford Roxo, mas não resistiu aos ferimentos. Até o momento não há informações sobre o paradeiro dos criminosos.
"O 21º BPM está de luto. Sentimos muito pela vida do cabo Corrêa e pela dor de seus familiares. Que Deus venha a consolar os corações", o batalhão postou, em seu perfil no Facebook.
A Polícia Militar disse que o cabo estava na corporação desde 2001 e deixa esposa e dois filhos. O velório dele acontecerá a partir das 16h30 será na capela 5 do Cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, na Zona Oeste do Rio.
A Secretaria estadual de Vitimização e Amparo à Pessoa com Deficiência informou que ofereceu auxílio social e psicológico à família do PM e que "está acompanhando o caso".

Galeria de Fotos

O cabo foi o terceiro PM do Rio assassinado no ano Arquivo Pessoal
O PM era do batalhão de São João de Meriti Arquivo Pessoal
O cabo Leandro Augusto Corrêa morreu na noite deste domingo Arquivo Pessoal
TRÊS PMS MORTOS EM 2020
O assassinato do cabo Corrêa foi a terceira morte envolvendo um policial militar, neste ano no estado. Todos aconteceram em um intervalo de apenas uma semana.
O primeiro caso foi do cabo Leandro Jorge Cardoso Salomão, 31, e aconteceu na noite da última terça-feira. O agente foi baleado durante uma tentativa de assalto no Engenho Novo, na Zona Norte do Rio.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários