Coronavírus: alunos da rede estadual terão aulas por aplicativo após o recesso

Secretaria de Estado de Educação firmou parceria com o Google. Estudantes e professores terão acesso a conteúdos gratuitos de ensino a distância

Por RENAN SCHUINDT

Alunos e professores terão acesso gratuito ao material de estudos
Alunos e professores terão acesso gratuito ao material de estudos -
Rio - O Governo do Estado firmou uma parceria com o Google para a utilização de uma plataforma de estudos, nos moldes do ensino à distância (EAD). A medida é destinada a alunos e professores da rede. O objetivo, segundo a pasta, é garantir a aplicação dos conteúdos, durante o período sem aulas presenciais, devido ao risco de contágio pelo coronavírus (covid-19). Segundo o secretário de Educação, Pedro Fernandes,o aplicativo poderá ser baixado gratuitamente, tanto no smartphone quanto no computador. 
"O governo do estado vai custear o link patrocinado junto às operadoras de internet, para que alunos e professores não gastem seus pacotes de dados, possibilitando assim o acesso a todos. Essa ferramenta deverá ser disponibilizada após o recesso de 15 dias, para que não haja prejuízos às atividades escolares e à carga horária dos docentes", disse. 
As aulas, tanto na rede municipal quanto estadual estão paralisadas desde a última segunda-feira (16), por conta da pandemia provocada pelo novo coronavírus. Segundo a secretaria, cerca de 700 mil alunos estão com aulas suspensas. A decisão visa evitar aglomerações e prevenir contra a covid-19. Ainda de acordo com Fernandes, "todo esse esforço está sendo feito para que o calendário letivo não ultrapasse o programado e não prejudique as férias de final de ano de alunos e professores", completou. 
VÍDEO-AULAS NA REDE PRIVADA
As escolas particulares também começaram a adotar outro modo de ensino. No Elite, uma série de medidas foram tomadas para que os alunos não tenham o ritmo de estudos prejudicados durante a quarentena, sobretudo para os que irão fazer vestibular. As vídeo-aulas (ao vivo e gravadas) darão continuidade ao conteúdo programático do ano de 2020. Segundo a direção da rede, as aulas vão incluir assuntos relacionados à outras pandemias, recordando períodos históricos. Aulas sobre a nova conjuntura econômica a partir do reflexo do coronavírus também serão abordadas. 
Rede privada também prepara mudanças para aplicar ensino à distância - Divulgação
“Esta é uma saída momentânea para o afastamento necessário devido ao coronavírus. Isso possibilita ganho para o aluno, já que recebe a informação, por vezes, de um ponto de vista diferente do que já viu, ou do que veria com seu professor regular. Entendemos que quanto maior for o leque de informações a que o aluno tem acesso, maior será seu potencial de aprendizagem”, explica Caroline Lucena, coordenadora do Ensino Médio e do Pré-vestibular do Elite Rede de Ensino.
 
 
 
 
 
 

Galeria de Fotos

Alunos e professores terão acesso gratuito ao material de estudos Divulgação
Rede privada também prepara mudanças para aplicar ensino à distância Divulgação

Comentários