Na Região dos Lagos, prefeituras pedem para hotéis e pousadas desocuparem quartos

Nesta quarta-feira, Cabo Frio tomou a medida contra coronavírus, que já estava em vigor em Arraial do Cabo e Búzios

Por Agência Brasil

Prainha, em Arraial do Cabo, não receberá turistas
Prainha, em Arraial do Cabo, não receberá turistas -
Rio - Arraial do Cabo, Búzios e Cabo Frio decretaram o fechamento de serviços de hospedagem e pediram que hotéis e pousadas recusem novas reservas e desocupem os quartos. As cidades são os principais destinos turísticos da Região dos Lagos e adotaram a medida para prevenção ao avanço do coronavírus.
Publicada nesta quarta-feira, a decisão da prefeitura de Cabo Frio acompanha os municípios vizinhos. No decreto, a cidade menciona serviços de hospedagem e edificações residenciais destinadas ao recebimento de grupos de turistas, que ficam impedidos de realizar novas hospedagens ou reservas. Esses estabelecimentos terão 72 horas para desocuparem seus quartos e suspenderem as atividades.
Arraial do Cabo foi a primeira das três a publicar a decisão, na última sexta-feira. A cidade determinou que hotéis, pousadas e hostels notificassem seus hóspedes para deixar os quartos em até 48 horas. No sábado, Búzios incluiu a mesma decisão em seu decreto de calamidade pública.
No artigo 13 do decreto, a cidade determina que hotéis, pousadas, pensões, hostels, apartamentos de aluguéis de temporada e similares não realizem novas hospedagens e/ou reservas por tempo indeterminado. Búzios deu 72 horas para que os quartos desses estabelecimentos fossem desocupados.
Muito procurada por turistas argentinos, a cidade tem divulgado orientações do Consulado da Argentina para visitantes que estejam com dificuldades de retornar ao país vizinho, que adotou uma quarentena nacional.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O DiaFaça uma contribuição

Comentários