Sobe para 70 o número de bairros no Rio com casos confirmados com o novo coronavírus

Painel mostra que metade dos bairros da capital tem casos do covid-19, com a Barra líder de notificações. Especialista aponta contágio em todos os bairros em duas semanas

Por RENAN SCHUINDT

Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, é o bairro com mais casos do novo coronavírus
Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, é o bairro com mais casos do novo coronavírus -

Quase metade dos bairros cariocas já apresenta casos da covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Segundo um levantamento feito por O DIA, com base nos dados da prefeitura (atualizados neste domingo, às 18h, na plataforma 'Painel Rio Covid-19'), dos 160 bairros da cidade, 70 deles já registram casos de moradores infectados, o equivalente a 43,75%. No total, são, agora, 516 casos na capital, com 13 mortes: cinco mulheres e oito homens.

A Barra da Tijuca, na Zona Oeste, é o bairro com o maior número desses registros (65). Entre as regiões, a Zona Sul, que concentra dez dos quinze bairros mais afetados da cidade, surge como o epicentro da epidemia local, com 46,83% dos casos.

A velocidade com que o vírus se propaga nos bairros chama atenção. Até o último dia 19, a doença havia atingido apenas 18 bairros. De acordo com o médico epidemiologista e pesquisador da Fiocruz, Daniel Soranz, a previsão é de que nas próximas duas semanas o percentual de contaminação chegue a praticamente todos os bairros. "A explosão (de casos) será nos próximos dois meses", diz.

Isolamento social

A insistência de muitos moradores da cidade em não respeitar o isolamento social poderá resultar num contágio mais rápido. Na Barra, por exemplo, foi grande o número de pessoas na orla no fim de semana. No bairro, os homens são os mais afetados pelo vírus, com 44,6% dos casos (nem todas as pessoas se declaram entre masculino e feminino, por isso, a soma não é de 100%).

A média de idade dos infectados na Barra é de 46,9 anos, já a faixa etária mais atingida está entre 30 e 39 anos. No Leblon, segundo bairro com mais registros (48) na Zona Sul, a idade média é de 50,7 anos e a faixa etária mais atingida, entre 30 e 39 anos (20% dos casos). Lá, as mulheres são as mais afetadas (41,7%). Na Tijuca, que tem a maior incidência entre bairros da Zona Norte, há 16 casos, a maioria entre mulheres (56,3%), e a faixa etária mais afetada é entre 50 e 59 anos.

Corrida contra o coronavírus

Apesar das medidas de isolamento, muitos bairros, principalmente os que fazem limite com a Baixada Fluminense, e que ainda não tiveram registro da doença, têm grande movimentação de pessoas. Na linha de frente pela conscientização dos moradores de Costa Barros,na Zona Norte, Ilma Rocha, a Tia Ilma, do Projeto Recriando Raízes,orienta cerca de 200 famílias sobre prevenção à Covid-19.

"É um trabalho muito difícil. Essa semana, perguntei a uma jovem se ela estava mantendo as mãos limpas. Ela respondeu que não tinha nem comida, como iria ter sabão? O que falar nessas horas?”, lamenta.

Tia Ilma (à esquerda) orienta moradores de Costa Barros sobre prevenção à Covid-19 - Reprodução

Segundo o epidemiologista da Fiocruz Daniel Soranz é preciso ampliar os testes nessas regiões. "Ainda não tivemos casos oficiais.Mas é praticamente impossível que não tenha ocorrido. Há subnotificação", afirma Soranz.

OS 10 BAIRROS DA CAPITAL MAIS ATINGIDOS
BARRA DA TIJUCA (65)
LEBLON (48)
IPANEMA (36)
COPACABANA (35)
BOTAFOGO (25)
LAGOA (23)
FLAMENGO (17)
TIJUCA (16)
SÃO CONRADO (15)
JARDIM BOTÂNICO (14)

 

Galeria de Fotos

Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, é o bairro com mais casos do novo coronavírus Ricardo Cassiano
Tia Ilma (à esquerda) orienta moradores de Costa Barros sobre prevenção à Covid-19 Reprodução

Comentários